11 Dicas fundamentais para mudança de carreiras

11 Dicas fundamentais para mudança de carreiras

Muitos profissionais se sentem estagnados na sua carreira em determinada fase da vida. Esse sentimento de insatisfação pode vir de diversos motivos, como a falta de oportunidades para crescer na área ou até a falta de estímulo com o cargo exercido. Porém, a escolha da profissão ou de um cargo dentro de uma empresa não precisa ser imutável e nunca é tarde para fazer uma mudança de carreira.

Mudar nem sempre é algo simples e ingressar em um novo ramo vai exigir muita dedicação, pois é necessário construir uma rede sólida de contatos e buscar maior capacitação que o torne apto para as oportunidades que podem surgir. 

Neste artigo, você verá 11 dicas fundamentais para mudança de carreiras!

Por que fazer um planejamento para sua mudança de carreira?

Antes de dar início a transição profissional, é necessário desenvolver um planejamento para fazer uma mudança de carreira consistente. O plano de carreira serve como um mapa, que norteia sua jornada para que seus objetivos sejam atingidos.

Para construir essa rota, é necessário conhecer o caminho que irá trilhar e o viajante. Ou seja, uma visão clara das oportunidades e crises que compõem a nova área escolhida, que indicará a melhor estratégia para você tirar maior proveito delas.

Além disso, para ter um planejamento efetivo, é importante considerar suas necessidades financeiras, a rotina de trabalho e localização para segmentar as oportunidades que surgirem, buscando a ideal para seu momento e situação.

11 Dicas fundamentais para mudança de carreiras 

Investir na transição de carreira tem se tornado uma prática cada vez mais comum entre os profissionais que buscam uma realização em sua carreira ou um recomeço no mercado de trabalho.

Essa mudança é considerada normal e saudável para o crescimento e evolução do profissional, tanto pessoal quanto profissional.

Porém, existem alguns desafios nessa jornada. Por isso, a mudança na carreira profissional exige um planejamento minucioso, além de muita disposição para se reinventar e correr riscos.

Veja agora onze dicas fundamentais para mudança de carreira:

1. Busque autoconhecimento

O primeiro passo para uma mudança de carreira consistente é o autoconhecimento. Nessa etapa, é importante entender de fato a razão do desejo de mudar, reunindo todos os motivos que te levaram a tomar essa iniciativa.

Para isso, analise sua rotina: está estressante? O plano de carreira não condiz com o que esperava? O trabalho não tem te desmotivado?

Além disso, saber exatamente o que tem causado sua vontade de mudar de carreira ajuda a descobrir aquilo que você espera alcançar em sua nova jornada.

2. Organize o seu tempo

Administrar o tempo tem sido uma tarefa difícil para muitos profissionais, ainda mais para aqueles que possuem filhos. Por isso, é importante organizar sua rotina e montar um esquema de separação de tempo, que pode ajudar nessa tarefa.

Tomar essa iniciativa te ajudará a otimizar seu tempo e realizar suas demandas de forma organizada e mais efetiva, pontuando as metas do dia e os eventos que são prioridade em sua rotina.

Além disso, é importante não procrastinar, dessa forma, sobrará mais tempo para relaxar, procurar por melhores oportunidades e se dedicar a sua capacitação.

3. Invista em networking

Ter bons contatos e conseguir indicações profissionais são ótimos aliados na mudança de carreira. Analise sua jornada profissional e busque por aquelas pessoas de outras áreas ou empresas, que você tenha tido contato e que podem te ajudar a traçar um novo caminho no mercado de trabalho.

Por isso, busque ter esses contatos, mantenha um contato constante com eles e descubra quais competências são necessárias para chegar onde você deseja.

Além disso, frequente eventos, palestras e congressos, onde é possível conhecer novos profissionais e fazer boas conexões. Quanto maior for seu network, mais fácil será sua mudança de carreira.

4. Aperfeiçoe suas competências

Desenvolver novas competências e aprimorar suas habilidades são ações extremamente necessárias para conseguir traçar um novo caminho profissional. Para isso, é possível investir em cursos de aperfeiçoamento pessoal e profissional.

Ao definir seu plano de carreira e onde deseja chegar, invista imediatamente nisso. Dessa forma, você estará preparado para qualquer oportunidade que aparecer através do seu novo posicionamento profissional.

5. Faça um planejamento

Quais são suas metas? Onde deseja estar amanhã como profissional? E a longo prazo, quais são seus objetivos?

É extremamente importante desenvolver um planejamento de carreira que possua objetivos, prazos e o caminho que você pretende seguir para alcançá-los.

Por isso, crie metas reais e realizáveis. Colocar seus objetivos na ponta do lápis ajuda a sua mudança de carreira ser mais fácil e assertiva.

6. Se organize financeiramente

Para passar por esse processo de mudança, é importante se preparar financeiramente, sabendo que em uma nova área pode ser necessário começar por baixo.

Para não sofrer com esse tipo de mudança, reduza suas despesas fixas e economize, dessa forma, você irá se manter tranquilo enquanto busca uma recolocação na nova área.

7. Conheça o mercado de trabalho

Antes de definir a mudança de carreira, é necessário conhecer as possibilidades existentes no mercado de trabalho atual, analisando as demandas e oportunidades que estão surgindo.

Faça uma pesquisa de mercado detalhada, pesquisando qual o salário, benefícios oferecidos, perspectivas de crescimento, rotina de trabalho da empresa, entre outros. Quanto mais informações forem obtidas, mais fácil será identificar se a mudança realmente vale a pena e qual a melhor forma de chegar lá.

Além disso, é possível descobrir novas áreas de atuação e oportunidades de emprego incríveis durante a busca de referências.

8. Seja flexível

A redução salarial é um ponto que tem paralisado alguns profissionais em sua mudança de carreira.

Isso acontece por conta da dificuldade do profissional de se adaptar à nova jornada. Mesmo com anos de experiência, é necessário compreender que você está iniciando algo novo, por isso, naturalmente seu cargo e salário serão menores que os anteriores.

9. Coloque o plano em prática

Para colocar o plano de mudança de carreira em prática e efetivar sua decisão, é necessário dialogar com as pessoas da sua empresa atual. Esse ponto é extremamente importante. Por isso, busque fazer um acordo e seja sincero sobre suas insatisfações.

Muitas empresas estão abertas a dialogar e negociar com seus colaboradores, principalmente quando se trata de um profissional bom e útil para seus processos.

10. Converse com sua família

Com as pesquisas concluídas, o planejamento financeiro pronto e o diálogo com a empresa concretizado, chegou o momento de compartilhar o novo plano para a sua família. É essencial ter esse diálogo com as pessoas próximas a você, dessa forma, é possível evitar que alguém em sua casa se arrisque no mercado de trabalho no mesmo período.

Caso haja um desejo mútuo de mudar de carreira, é necessário analisar quem será o primeiro a partir para esse processo e como ficarão as despesas. Busque reduzir os gastos o máximo possível para que essa transição seja o mais tranquila possível tanto para você quanto para sua família.

11. Seja persistente

Ninguém consegue permanecer por muito tempo onde não está feliz. Então persista e busque mudar de carreira. Não importa qual seja sua idade, é possível alcançar o sucesso profissional em um novo ambiente de trabalho. Saia da sua zona de conforto e corra atrás daquilo que deseja!

Para mais conteúdos como esse, acesse o blog da JobConvo.

Sobre o autor

JobConvo

A JobConvo foi desenvolvida para crescer com a sua empresa – fornecendo os recursos e a flexibilidade de que você precisa em cada estágio. Se a sua empresa possui 1 ou 10.000 funcionários, pode contar conosco. Atualmente nossas soluções abrangem plataforma de Gestão para Processos de Recrutamento e Seleção e admissão digital, onde você pode gerir todo o processo com um sistema com inteligência artificial.

Sobre a JobConvo

Plataforma Líder em Gestão para Processos de Recrutamento e Seleção

  • Crie requisições;
  • Personalize e automatize as etapas dos processos;
  • Compartilhe as vagas em diversos canais;
  • Aplique testes técnicos;
  • Faça o Fit Cultural e a tendência de comportamento dos candidatos;
  • Analise as vídeo entrevistas;
  • Compartilhe os finalistas com gestores;
  • Analise os relatórios;
  • Faça a admissão digital.

Saiba mais