7 lições que o RH pode aprender com o funil de Marketing

7 lições que o RH pode aprender com o funil de Marketing

Ao fazer uma analogia com o Marketing Digital, o departamento de RH de uma empresa também segue um funil que se assemelha a um funil de Marketing, com diferentes etapas para recrutar de forma online. Seguindo o funil de recrutamento, o profissional de Recursos Humanos consegue planejar estratégias de busca, seleção e retenção de novos talentos, colocando-o no centro da empresa.

Então, por exemplo: supondo que de  100 candidatos que se inscrevam em sua plataforma de recrutamento online, 50 irão dar continuidade ao processo, seja preenchendo todos os dados solicitados ou fazendo os testes escolhidos. E depois, apenas 10 serão filtrados pela plataforma devido às suas qualificações e resposta nos resultados. E acredite, todo esse funil pode ser feito de forma automatizada com ferramentas de recrutamento e seleção. 

Assim como no processo do funil de Marketing pode ocorrer o abandono do carrinho, no recrutamento online, as empresas irão lidar com os chamados drop-offs, que ocorrem quando os candidatos abandonam o processo seletivo no meio da seleção.

Resumindo, o recrutamento também usa técnicas de Marketing para contratar o colaborador ideal. Ou seja, existem lições que o departamento de RH pode aprender com o funil de Marketing. Continue a leitura!

Mas afinal, o que é o funil de Marketing?

Antes de entender a relação entre o departamento de RH das empresas e o funil de Marketing, precisamos entender o que é esse conceito. 

O funil de Marketing é uma ferramenta utilizada dentro do marketing digital a fim de entender o caminho do cliente dentro de uma jornada de compra de um produto ou serviço. 

O nome funil é aplicado porque o seu topo é mais largo e formado por um número maior de pessoas que ainda não conhecem o produto oferecido e muitas vezes não sabem que possuem uma situação ou problema a ser resolvido. 

A partir disso, o cliente vai seguindo um caminho que se estreita e representa a sua jornada de compra com todas as etapas e gatilhos ligados à transição entre cada estágio. 

Dessa forma, durante essa jornada, a estratégia de Inbound Marketing aplicada nas empresas ajuda a educar os clientes com conteúdo relevante e de acordo com cada etapa do processo da sua jornada.

O funil de Marketing é uma ótima estratégia para criar conteúdo segmentado e com palavras-chave que tenham a ver com as necessidades da persona durante a jornada que envolve 4 estágios: visitantes, leads (possíveis prospects), oportunidades e vendas. 

Quando a sua empresa oferece conteúdo útil e necessário em cada uma dessas etapas, ela ajuda o cliente a tomar uma decisão assertiva no final, que pode ser a compra do produto ou aquisição do serviço.  

7 lições que o departamento de RH pode aprender com o funil de Marketing

Como abordado acima, os caminhos do funil de Marketing se assemelham muito ao caminho que os candidatos passam durante um processo seletivo. 

A seguir, separamos 7 lições que departamento de RH pode aprender com o funil de Marketing: 

1. Evite bloqueios e obstáculos durante um recrutamento online

Durante o recrutamento online, o entrevistado precisa preencher um formulário. Esse período costuma durar em média cerca de 18 minutos, o que pode ser muito chato e cansativo. 

Desse modo, é importante evitar formulários muito extensos, com perguntas complexas. Além disso, evite fazer com que durante o processo seletivo ele tenha que digitar todos os seus dados pessoais de novo.

2. Prefira currículos atualizados

Mesmo que o candidato não goste de atualizar o currículo, pesquisas mostram que os recrutadores preferem currículos atualizados do que os perfis do LinkedIn. 

Portanto, mesmo que seja um risco perder um candidato ao solicitar que ele atualize o currículo, essa parte é importante para o resto do processo. 

3. Justifique cada etapa do funil 

Durante um processo de recrutamento online, é importante que o RH verifique em cada etapa do funil como anda a intenção do candidato. Ele está realmente interessado em trabalhar na empresa? Ele está disposto a responder todas as perguntas? 

4. Verifique a importância de cada informação 

No processo seletivo online, o departamento de RH precisa entender se uma pergunta específica será importante para ajudar a classificar determinado candidato para a vaga em questão. 

No entanto, o setor deve ponderar se aquela informação é obrigatória ou se apenas é indicada para aparecer no processo seletivo. 

Lembre-se que, muitas vezes, usar perguntas e informações não tão relevantes pode acabar fazendo com que um candidato ideal acabe desistindo do processo. 

5. Nutrir candidatos qualificados 

Assim como o setor de Marketing, o departamento de RH também precisa nutrir leads, que nesse caso são os candidatos ideais para a empresa. 

Você pode mantê-los engajados por meio de informações interessantes sobre a empresa em diferentes canais, assim como informações sobre a vaga disputada. 

6. Criação de leads qualificados

Muitas empresas criam estratégias para atrair um determinado perfil de candidato, mas podem acabar atraindo pessoas que não se adequam à vaga em questão, seja por falta de qualificação ou até mesmo por falta de interesse do candidato. 

Dessa forma, somente os leads qualificados, ou seja, os candidatos qualificados, serão interessantes para a sua empresa. Por isso, muitos setores de RH utilizam ferramentas de recrutamento e seleção online para que os processos de seleção sejam mais assertivos. 

Para a criação de leads qualificados, o RH deve:

  • Criar ações e estratégias que atraiam o perfil ideal de candidato;
  • Definir as métricas a serem utilizadas durante o processo seletivo; 
  • Conhecer a audiência e a jornada do candidato.

Clique aqui e conheça a plataforma da Jobconvo para recrutamento e seleção online!

7. Promoção do banco de talentos

O pool de talentos se refere aos candidatos que, apesar de serem selecionados e passarem para a próxima etapa, não chegam a ocupar o cargo. 

Porém, esses profissionais são importantes por já estarem alinhados com a cultura da empresa. Elas podem ficar em uma espécie de banco de talentos, para que assim possam participar de futuras seleções da empresa. 

Dessa forma, quando a empresa já tem uma base de candidatos para preencher vagas futuras, todo o processo seletivo se torna mais rápido. 

Como vimos, há muitas estratégias que o departamento de RH pode aprender com o funil de Marketing, não apenas para atrair candidatos com o perfil ideal, mas também para economizar tempo e cortar custos. 

A importância de utilizar o funil de recrutamento 

O funil de recrutamento, assim como um funil de vendas, é uma representação das etapas presentes de um processo. Nesse caso, tem relação com o processo seletivo. Essas etapas envolvem desde a inscrição do candidato para a vaga até a sua contratação final pela empresa.  

O funil permite gerar KPIs e analisar informações importantes para que a organização possa entender o seu processo seletivo, como: 

  • Quantos candidatos estiveram presentes em cada etapa do processo?
  • Qual dessas etapas reprovou mais pessoas?
  • Qual etapa gerou mais desistência?

Assim como o funil de Marketing, esse funil de recrutamento contempla 4 fases que iremos abordar a seguir: 

Atração

Nessa fase, como o próprio nome já explica, a empresa precisa atrair candidatos qualificados por meio dos anúncios de vagas.

Pode-se utilizar uma boa estratégia de employer branding feita em parceria com o setor de Marketing da empresa. O foco aqui é mostrar as vantagens de trabalhar na organização, dando visibilidade por meio de várias ferramentas disponíveis. Métricas também podem ser aplicadas para analisar a eficácia dos canais de pesquisa.

Engajamento 

Nessa etapa, o departamento de RH pode utilizar ferramentas digitais para analisar os candidatos e fazer a triagem dos melhores. Soluções ATS modernas, como entrevistas em vídeos, testes, fit cultural, gamificação e chatbots podem ajudar nesse processo.

Conversão ou Contratação

As etapas finais do processo seletivo são tão decisivas quanto as iniciais, assim como num processo de conversão do funil de Marketing. 

Nesse estágio podem entrar as entrevistas presenciais (suspensas por enquanto por causa da pandemia) e ainda a carta de oferta que pode ser personalizada para gerar interesse no candidato. 

Aqui, pode-se analisar alguns KPIs importantes, como tempo e custo que a empresa leva para contratar uma única pessoa, dentre outros. 

Nutrição ou Retenção

Muitas empresas param na etapa anterior, a de contratação. Isso é um erro terrível, pois a contratação de um funcionário está diretamente ligada às atividades de gestão de RH. É a mesma coisa que a empresa não se interessar mais pelo cliente após a venda do produto. 

A partir da contratação, é o momento da empresa investir no colaborador como parte de uma estratégia de pertencimento e valorização do mesmo. 

Já percebeu como o RH pode aprender muito com o funil de Marketing, não é mesmo? O primeiro passo é o departamento de RH pensar em como se tornar mais estratégico, automatizando processos e medindo mais as suas ações. 

Se você deseja aplicar uma seleção mais assertiva dentro de sua empresa com um software de recrutamento e seleção, clique aqui e solicite uma demonstração GRATUITA!

Sobre o autor

JobConvo

A JobConvo foi desenvolvida para crescer com a sua empresa – fornecendo os recursos e a flexibilidade de que você precisa em cada estágio. Se a sua empresa possui 1 ou 10.000 funcionários, pode contar conosco. Atualmente nossas soluções abrangem plataforma de Gestão para Processos de Recrutamento e Seleção e admissão digital, onde você pode gerir todo o processo com um sistema com inteligência artificial.

Idiomas

Sobre a JobConvo

Plataforma Líder em Gestão para Processos de Recrutamento e Seleção

  • Crie requisições;
  • Personalize e automatize as etapas dos processos;
  • Compartilhe as vagas em diversos canais;
  • Aplique testes técnicos;
  • Faça o Fit Cultural e a tendência de comportamento dos candidatos;
  • Analise as vídeo entrevistas;
  • Compartilhe os finalistas com gestores;
  • Analise os relatórios;
  • Faça a admissão digital.

Saiba mais