8 problemas do RH na pandemia e suas soluções

8 problemas do RH na pandemia e suas soluções

A pandemia causada pelo Covid-19 transformou o mercado corporativo nos últimos meses. Seja qual for a área, foi preciso passar por grandes transformações para se adaptar às repentinas mudanças necessárias. Surgiu um “novo mundo”. A pandemia mexeu com a rotina das empresas, principalmente a do RH. 

Muitos problemas surgiram e os profissionais precisaram encontrar soluções rápidas para cada um deles. Afinal, o setor lida diretamente com os colaboradores de uma organização. De repente, todos precisaram passar pelo isolamento social e muitos desafios precisaram e continuam precisando ser enfrentados. Alguns conseguiram se recuperar, mas ainda existem setores de RH que estão identificando as ações necessárias para agir com todo esse cenário.

Neste artigo, iremos abordar 8 problemas do RH na pandemia e suas soluções. Queremos te ajudar a enfrentar as consequências negativas dessa fase tão difícil para todos. Continue acompanhando a leitura!

Quais foram os impactos da pandemia no mercado de trabalho?

Um dos fortes impactos da pandemia no mercado de trabalho foi a necessidade do isolamento social. As empresas precisaram encerrar suas atividades presenciais por alguns períodos ou reduzir consideravelmente as suas operações, gerando grandes dificuldades. A solução para isso foi a implementação do home office, um novo modelo de trabalho a ser encarado até mesmo por empresas que nunca haviam o utilizado antes. Com ele, o fluxo de trabalho precisou ser muito alterado.

Em diversos momentos, apenas os serviços essenciais puderam exercer as suas atividades presencialmente (supermercados, hospitais, farmácias, etc.). Mesmo com a permissão para abertura do negócio, aqueles que precisavam ir ao trabalho tiveram que adotar novas medidas, que agora são necessárias para qualquer estabelecimento. As medidas seguem as seguintes recomendações da OMS:

  • Utilizar máscara de pano cobrindo a boca e o nariz;
  • Lavar as mãos com frequência utilizando água e sabão ou álcool em gel;
  • Evitar ao máximo tocar o rosto com as mãos;
  • Não cumprimentar as pessoas com beijos, abraços ou apertos de mãos;
  • Manter o distanciamento de 1,5 de colegas de trabalho ou clientes;
  • Evitar o uso do transporte público em horários de pico.

Quanto às empresas que ainda estavam funcionando presencialmente, o indicado era:

  • Estabelecer horários diferenciados aos colaboradores para evitar aglomerações na entrada, saída e almoço;
  • Disponibilizar álcool em gel para higienização das mãos no ambiente de trabalho;
  • Reforçar a todo momento a limpeza dos ambientes;
  • Manter todos os objetos de uso compartilhados sempre higienizados;
  • Estabelecer demarcações de distanciamento na formação de filas.

8 problemas do RH na pandemia e suas soluções

Diante de tantas mudanças, é certo que o RH sofreu impactos gigantescos devido ao coronavírus. Isso ocorreu porque, como sempre abordamos aqui, o RH não é mais apenas um setor burocrático. Ele é altamente estratégico e trabalha junto aos líderes da empresa para conduzir tomadas de decisões e mudanças. 

Na verdade, o setor se tornou mais essencial do que ele já era antes. Após o Covid-19, foi preciso assumir um papel importante de proteção aos colaboradores. Novas tecnologias e recursos precisaram ser utilizados para atualizar o setor e fazer com que as novas demandas da organização sejam cumpridas. Confira abaixo os 8 problemas do RH na pandemia e suas soluções:

1. Fake news

Devido ao “terror” que as pessoas estão em relação ao coronavírus, muitos procuram informações sobre a pandemia todos os dias. No entanto, isso também pode ser perigoso, pois existem muitos internautas que espalham notícias falsas pela Internet e não são todos que sabem identificar isso. Essas notícias só desesperam as pessoas e aumentam o medo dentro delas.

Para evitar que esse tipo de pânico domine a empresa, o RH pode divulgar conteúdos que ensinam como analisar a veracidade das informações, como a indicação de sites e canais de comunicação confiáveis. Além disso, também é possível notificar os colaboradores sobre as novas medidas do governo e sobre as novas fases da pandemia.

2. Adaptação ao home office

Uma coisa é certa: o trabalho remoto já vinha crescendo no mercado de trabalho. Contudo, a pandemia fez com que esse crescimento acelerasse de forma expressiva. Muitas empresas nunca haviam testado esse modelo antes e agora precisaram encarar esse novo modo de atuação. Ele foi a solução ideal para evitar as aglomerações. 

Mas afinal, como lidar com essa mudança repentina e ainda assim manter boas taxas de produtividade? O primeiro passo é estabelecer diretrizes por meio de uma política home office.

Faça reuniões e explique todas as regras do home office aos colaboradores. Além disso, dê dicas de como manter o foco e a produtividade em casa. Lembre-se também que a empresa precisa fornecer todas as ferramentas necessárias para o trabalho do profissional. O ideal aqui é oferecer um kit home office para atender todas essas necessidades. 

3. Uso de novas tecnologias

Não há dúvidas de que a transformação digital também foi um processo acelerado durante a pandemia. O uso de recursos tecnológicos para a gestão de equipes à distância se tornou mais que essencial.  Um dos principais exemplos é o registro de ponto, que precisou ser adaptado para ferramentas que utilizam a geolocalização, reconhecimento facial ou validação biométrica. 

Outro grande recurso que se tornou necessário foi a tecnologia em nuvem. Com ela, todos os documentos podem ser acessados pela internet, a qualquer momento e por qualquer pessoa da equipe. Assim, se tornou mais prático o envio de documentos e o gerenciamento de tarefas.

4. Aumento no número de demissões

Muitas empresas passaram por crises graves no decorrer da pandemia. Isso porque houve a redução de vendas, perda de clientes, etc. Uma das soluções encontradas para dar equilíbrio nas despesas foi a demissão de alguns colaboradores. O corte de gastos acabou afetando as pessoas e não foi um processo fácil.

O Ministério da Economia relatou que mais de 16,4 milhões de trabalhadores foram demitidos durante o período da pandemia. Assustador, não é? 

Por isso, o RH deve procurar todas as medidas para realizar uma demissão responsável (indicações, benefícios prolongados, etc.), pois muitas pessoas estão passando por dificuldades. Vale lembrar também que o comunicado de demissão deve ser feito com respeito e sempre buscando a transparência. Nunca demita alguém por mensagens ou por videochamadas. 

5. Necessidade de treinamentos à distância

Como a maioria da equipe está em home office e os treinamentos presenciais não podem ser realizados, a capacitação precisa ser feita de forma online. Afinal, ela não pode simplesmente parar, principalmente porque o “novo normal” das empresas faz com que os treinamentos sejam muito necessários.

Os treinamentos online já estavam sendo utilizados por algumas empresas e agora ganharam força total. A tecnologia permite muitos recursos, como a gamificação, conteúdos multimídia, videoconferências, etc. Mesmo após o período da pandemia, esse modelo de capacitação deve continuar em crescimento nas empresas.

6. Danos na saúde mental dos colaboradores

A saúde mental das pessoas foi muito afetada pela pandemia. Crises de ansiedade, ataques de pânico e outros problemas relacionados a isso cresceram no meio dos colaboradores. Toda a situação acaba gerando preocupação excessiva e instabilidade nas equipes. 

O RH aqui deve atuar com apoio forte aos profissionais, sempre oferecendo dicas para cuidar da saúde mental e evitando estresses desnecessários no ambiente de trabalho. Ser empático e mais humano é o segredo para não afetar o psicológico dos colaboradores.

7. Feedbacks

Sempre abordamos em nossos artigos a importância de estabelecer uma cultura de feedback nas empresas. O distanciamento presencial da equipe evidencia mais ainda essa importância. O colaborador precisa entender que o seu trabalho está sendo visto e reconhecido. Eles irão atuar como uma ponte que aproximará os líderes e os profissionais. Portanto, não deixe com que os feedbacks fiquem de lado na pandemia. Faça adaptações e continue fazendo ele ser uma ferramenta útil e estratégica para aumentar a produtividade e o desempenho dos colaboradores.

8. Mudanças no recrutamento e seleção

O recrutamento e seleção foi um dos processos do RH que mais sofreu impactos durante a pandemia. Isso porque os processos seletivos não podiam parar diante das necessidades das empresas. A tecnologia aqui foi o meio para que o R&S continuasse sendo executado com êxito. Os softwares viabilizam as videoconferências, envio de documentos, admissão digital, dentre muitos outros recursos, como a aplicação de testes.

Conheça o software de recrutamento e seleção da JobConvo

O software JobConvo é a plataforma líder em processos de recrutamento e seleção. Ele oferece diversos recursos, que permitem que todo o processo seletivo seja feito de forma online e automatizada. É o mais completo do mercado, sendo o único que permite em um único lugar, ir da requisição até a admissão, 100% de forma digital. Confira abaixo quais são as suas principais funcionalidades:

  • Criar requisições;
  • Personalizar e automatizar as etapas dos processos;
  • Compartilhar as vagas em diversos canais simultaneamente;
  • Aplicar testes técnicos;
  • Fazer o Fit Cultural e a tendência de comportamento dos candidatos;
  • Analisar as vídeo entrevistas;
  • Compartilhar os finalistas com os gestores;
  • Analisar os relatórios;
  • Realizar a admissão digital.

Se você quer experimentar na prática como funciona o software JobConvo e todas as suas vantagens, clique aqui e solicite a sua demonstração GRATUITA. 

Sobre o autor

JobConvo

A JobConvo foi desenvolvida para crescer com a sua empresa – fornecendo os recursos e a flexibilidade de que você precisa em cada estágio. Se a sua empresa possui 1 ou 10.000 funcionários, pode contar conosco. Atualmente nossas soluções abrangem plataforma de Gestão para Processos de Recrutamento e Seleção e admissão digital, onde você pode gerir todo o processo com um sistema com inteligência artificial.

Sobre a JobConvo

Plataforma Líder em Gestão para Processos de Recrutamento e Seleção

  • Crie requisições;
  • Personalize e automatize as etapas dos processos;
  • Compartilhe as vagas em diversos canais;
  • Aplique testes técnicos;
  • Faça o Fit Cultural e a tendência de comportamento dos candidatos;
  • Analise as vídeo entrevistas;
  • Compartilhe os finalistas com gestores;
  • Analise os relatórios;
  • Faça a admissão digital.

Saiba mais