A inteligência artificial no RH substitui o recrutador?

A inteligência artificial no RH substitui o recrutador?

A inteligência artificial (IA) é um assunto que ainda deixa profissionais com muitas incertezas na área de RH, principalmente quando se trata de recrutamento e seleção. Alguns pensam que esse tipo de tecnologia pode roubar o papel dos especialistas, gerar desempregos e tornar o setor automatizado e robótico. A grande pergunta é: será que a inteligência artificial no RH substitui o recrutador?

Essa questão ainda rodeia a mente de muitas pessoas. No entanto, a verdade é que a inteligência artificial pode ser muito vantajosa para as empresas. A automatização de algumas tarefas permite que o setor tenha um bom suporte, além de fazer com que os profissionais tenham mais tempo para lidar com ações estratégicas, sem perder tempo com rotinas burocráticas. Vale lembrar que é imprescindível estar atento às tendências para não ficar para trás no mercado corporativo, que está sempre em constante mudança e evolução.

Neste artigo, iremos abordar como a IA atua no setor de recursos humanos e esclarecer algumas dúvidas sobre esse assunto. Continue acompanhando a leitura!

O que é inteligência artificial?

Inteligência Artificial, também conhecida como IA, é um avanço tecnológico que busca por meio de estudos fazer com que os sistemas consigam cada vez mais simular uma inteligência humana. Ou seja, soluções são criadas para imitar a capacidade humana de decisão, percepção, análise e resolução. Ela vai além da programação normal dos sistemas, que possuem ordens específicas e padrões baseados em um banco de dados.

A inteligência artificial no RH substitui o recrutador?

A resposta é: não! Alguns pensam que a inteligência artificial é algo negativo, onde os robôs vão dominar o RH e tomar postos de trabalho, quando na verdade a sua utilização traz muitas vantagens ao setor. Ele se torna mais ágil e até mesmo mais humano, por mais que isso pareça contraditório. Por isso, a inteligência artificial no RH também não irá gerar desemprego. Ela é utilizada como um suporte eficiente aos profissionais, facilitando e agilizando questões como análise de dados, tomadas de decisão, dentre outras tarefas.

Muitas empresas já aplicam a IA em seus processos de recrutamento e seleção por meio de softwares, se tornando um grande auxílio para ter contratações mais assertivas, além da agilidade que a ferramenta proporciona. Por exemplo, em empresas de grande porte, onde é preciso realizar processos de R&S com muitos candidatos, a IA agiliza as análises, realiza entrevistas gravadas, disponibiliza um script de perguntas, dentre outras funções que eliminam alguns encontros presenciais, deslocamento, filas de espera, etc. 

Contudo, a inteligência artificial não irá substituir todas as etapas dos processos seletivos. É uma ferramenta essencial para ter o RH atualizado com as últimas tendências, ela realiza algumas atividades e não todas. Ela costuma ser utilizada para organização de documentos, classificação de profissionais, respostas automáticas, indicação de talentos, etc. No entanto, ela não substitui a relação entre o recrutador e o candidato.

Como a IA pode humanizar o RH?

Como já abordado aqui, apesar de parecer contraditório, a IA pode ajudar na humanização do RH. Talvez você esteja se perguntando como isso é possível. Basta pensar o quanto os algoritmos, machine learning e outras tecnologias podem atender cada vez mais as expectativas da sua equipe. Os gestores podem analisar com dados em tempo real o desempenho de cada colaborador e como estão realizando o seu trabalho. Com isso, é possível traçar melhorias, estratégias e outras ações preditivas, que podem direcionar os processos de forma inteligente.

Mas lembre-se que a tecnologia não pode substituir o fator humano. É preciso combinar as duas análises para chegar nos resultados estratégicos. A inteligência artificial prevê os resultados por meio de dados, mas você pode combiná-los com o que enxerga no dia a dia de trabalho, na sua experiência de vida real e em todas as observações sobre um indivíduo. 

Por exemplo: se os dados te revelam que um colaborador não está indo muito bem em suas tarefas, o que você deve fazer? Antes de apenas pensar em demiti-lo, você pode observar o que está acontecendo em sua vida fora do trabalho, se ele está passando por alguma dificuldade ou se existe algum outro motivo. Ser empático é essencial antes de sair tomando decisões. Analise bem o que é o melhor para a empresa, mas procure entender o que realmente pode estar acontecendo.

Se ele não está entregando o seu máximo potencial, você pode entender o porquê. Analise os fatores, verifique se ele possui outras habilidades importantes para atuar em outras áreas, invista em treinamentos ou realize outra ação para que isso seja resolvido da melhor maneira possível.

Resumindo, a IA é uma ótima aliada para combinar os resultados analíticos e preditivos com as suas observações e empatia.

Benefícios da inteligência artificial no RH

Confira agora quais são os principais benefícios da inteligência artificial no RH:

1. Análise de currículos

A IA é capaz de analisar os currículos com mais agilidade e eficiência, longe de questões referentes a preconceito. Ela é capaz de peneirar e fazer uma triagem dos melhores currículos, eliminando de forma automatizada aqueles que não se encaixam na descrição da vaga. Essa é uma das tarefas que, se feita manualmente,  costumam demandar muito tempo da rotina dos profissionais do setor.

2. Engajamento dos candidatos

Outro ponto que impacta positivamente o RH é o engajamento dos candidatos durante o processo de recrutamento e seleção. Processos longos demais, em que não há um retorno da empresa, nem e-mails confirmando a candidatura, ou seja, que não há interação com os profissionais, pode acabar prejudicando o engajamento deles e até mesmo a imagem da empresa.

Com a inteligência artificial, é possível ter um processo mais rápido, em que as etapas são mais curtas, os resultados saem mais rápidos, o que consequentemente faz com que a classificação das candidaturas seja ágil, incluindo o envio do feedback. Isso colabora com o envolvimento entre os dois lados, proporcionando um melhor engajamento.

3. Otimização dos processos 

Por fim, temos uma excelente vantagem: a maioria dos processos do setor podem ser otimizados. Por exemplo, desde a triagem de currículos até a etapa final da seleção e os processos posteriores de integração e avaliação de desempenho, a inteligência artificial pode simplificar as tarefas, além de diminuir rotinas burocráticas que demandam muitas horas ou até mesmo dias. 

Conheça as soluções com IA do software JobConvo

A JobConvo é um software de recrutamento e admissão com inteligência artificial. Ele utiliza recursos com IA que trazem muitos benefícios aos processos de RH. É uma plataforma líder nessa área e possui funcionalidades que são vantajosas para a sua empresa. Conheça agora quais são os recursos da JobConvo que utilizam IA para obter melhores resultados:

Parsing de currículos

O uso do parsing de currículos funciona da seguinte maneira:

As informações contidas em um documento de currículo em formato livre são convertidas para um conjunto já estruturado de informações, como formações, experiências, contatos, etc. Esses dados são os necessários para armazenar, fazer a triagem e a geração de relatórios.

Dessa forma, os profissionais de RH conseguem agir com mais rapidez e ter um melhor gerenciamento de todos os documentos recebidos durante o processo de R&S. Isso porque a análise de currículos se torna uma tarefa mais otimizada.

Por exemplo, o formato mais comum de um currículo é o MS Word. Com a JobConvo, é possível que ele seja enviado em outros formatos, como PDF ou por meio de imagens. É claro que para humanos é mais fácil de ler e interpretar cada formato, diferente de como ocorre em computadores, que leem códigos. 

Portanto, o uso da tecnologia de análise de currículos consegue analisar formatos diferentes de documentos e extrair as informações realmente importantes que estão contidas nele. 

Processamento de linguagem natural

O Processamento de Linguagem Natural (ou NPL em inglês) é um ramo da inteligência artificial que ajuda os computadores a entender, interpretar e manipular a linguagem humana. Seu principal intuito é preencher a lacuna entre a comunicação humana e as máquinas. Com o avanço da tecnologia, essa ferramenta tem se aprimorado cada vez mais.

OCR

O reconhecimento óptico de caracteres ou OCR é a conversão eletrônica ou mecânica de imagens que possuem texto digitado, manuscrito ou impresso em texto codificado por máquina. Por exemplo, ele auxilia na leitura de documentos digitalizados, de uma foto de um documento ou de uma foto de cena, como texto em letreiros em uma foto de paisagem ou do texto de legenda sobreposto a uma imagem.

Antes dessa ferramenta, para digitalizar um currículo ou um contrato impresso era preciso passar horas digitando e corrigindo erros de impressão. Com o OCR, você pode converter todos os materiais necessários em formato digital em questão de segundos. Basta usar um software de reconhecimento óptico de caracteres.Gostou deste artigo? Agora você já sabe tudo sobre a IA e que ela não substitui o papel do recrutador, mas sim o auxilia. Se você deseja experimentar na prática as vantagens de utilizar a inteligência artificial no RH, você pode solicitar uma demonstração GRATUITA do software JobConvo. É só clicar aqui!

Sobre o autor

JobConvo

A JobConvo foi desenvolvida para crescer com a sua empresa – fornecendo os recursos e a flexibilidade de que você precisa em cada estágio. Se a sua empresa possui 1 ou 10.000 funcionários, pode contar conosco. Atualmente nossas soluções abrangem plataforma de Gestão para Processos de Recrutamento e Seleção e admissão digital, onde você pode gerir todo o processo com um sistema com inteligência artificial.

Idiomas

Sobre a JobConvo

Plataforma Líder em Gestão para Processos de Recrutamento e Seleção

  • Crie requisições;
  • Personalize e automatize as etapas dos processos;
  • Compartilhe as vagas em diversos canais;
  • Aplique testes técnicos;
  • Faça o Fit Cultural e a tendência de comportamento dos candidatos;
  • Analise as vídeo entrevistas;
  • Compartilhe os finalistas com gestores;
  • Analise os relatórios;
  • Faça a admissão digital.

Saiba mais