Avaliação comportamental: saiba o que é e como aplicá-la na empresa

5 (100%) 1 vote

Uma das formas que os recrutadores utilizam para classificar os candidatos é por meio da avaliação comportamental. A avaliação comportamental com psicologia, utiliza métodos que verificam, medem e mensuram alguns pontos essenciais do comportamento dos candidatos .

Não apenas para o processo seletivo, esse tipo de avaliação pode ser realizada internamente, para analisar o comportamento dos colaboradores. Um método que qualifica os pontos positivos e fortes, negativos e fracos, de cada indivíduo, ela pode ser aplicada na empresa para classificação, modificação e qualificação do pessoal.

Avaliação comportamental: o que é?

A avaliação comportamental é um método que visa analisar o indivíduo por meio do seu comportamento. Por isso, ela observa e considera as qualidades e defeitos, pontos fortes e fracos, virtudes e vulnerabilidades presentes, classificando e categorizando-os.

Esse método pode ser utilizado internamente ou durante o processo de recrutamento e seleção. Para a avaliação interna o objetivo é ter clareza e assertividade em relação a rotina de cada colaborador, para que assim, consiga causar impactos na busca por resultados.

Com influências internas e externas, o comportamento do indivíduo é moldado pela criação, família, sociedade, religião, modo natural de ser, sentir, perceber, entender e se relacionar com o mundo e com as pessoas. Por isso, a análise comportamental nunca é superficial, pois acaba sendo um estudo aprofundado de cada indivíduo.

Diferença entre avaliação técnica e comportamental

Na avaliação técnico comportamental, há métodos assertivos de mensuração de competências técnicas e virtudes comportamentais individuais necessárias.

Cada empresa avalia individualmente, quais são as características que desejam e precisam ter em seu corpo organizacional. Com isso, os avaliadores acabam buscando candidatos que façam a união de dois pontos: boas técnicas e comportamento adequado.

O conhecimento técnico engloba as qualificações ou habilidades que o indivíduo possui para desempenhar dada função. Já a  competência comportamental está ligada a conduta e à atitude do indivíduo, que é traduzida por meio de seus gestos e comportamento em relação a cultura, propósito, missão, visão e valores organizacionais.

O encontro de uma excelente técnica com um comportamento exemplar tem como resultado o colaborador perfeito. E, durante o processo seletivo podem ser aplicadas avaliações comportamentais que ajudem os recrutadores a identificá-los.

Avaliação comportamental no processo seletivo: como aplicar?

No processo seletivo o recrutador consegue identificar os indivíduos que aprenderam não apenas como se comportar em uma avaliação comportamental, mas também aqueles que verdadeiramente dispões das características e qualidades demonstradas.

Por isso, que durante o processo de recrutamento e seleção existem diversas etapas. Cada fase serve como um meio de avaliação do conhecimento do candidato e de seu comportamento perante situações adversas. A avaliação técnica é extremamente necessária, mas a comportamental serve como etapa decisória.

Por mais que um candidato disponha de um desempenho técnico mais elevado, do que os demais, seu perfil comportamental também é considerado. Ou seja, no momento da tomada de decisão, não apenas os conhecimentos técnicos desejados, mas um perfil comportamental condizente com a cultura da empresa e com equipe, são primordiais para a decisão final.

Tipos de testes comportamentais

Existem diversos tipos de teste comportamental. Cada um deles visa avaliar o indivíduo de uma forma diferente. Metodologias eficazes, cada teste pode ser aplicado para um fim e, consequentemente, ajudar na avaliação de forma que não haja dúvida na tomada de decisão.

Para medir o comportamento dos candidatos a empresa pode escolher aplicar testes individuais ou em grupos. Cada um deles vai ajudar na eliminatória, ressaltando as pessoas que dispõe das características mais procuradas. As avaliações mais populares são:

 

Avaliação comportamental DISC

O DISC é uma metodologia que reúne três palavras em inglês Dominance (domínio), Influence (influência), Steadiness (estabilidade) e Conscientiousness (conformidade).

Uma das técnicas mais utilizadas no mundo, o DISC reúne quatro pilares importantíssimos, que em português são:

  • Domínio: ajuda a perceber como o indivíduo lida com desafios e as dificuldades, ressaltando suas principais características.  Apresentando assim, os dados do perfil comportamental e a sua forma de atuação;
  • Influência: identifica o relacionamento do indivíduo, seu modo de comunicação e o seu nível de influência em relação ao todo;
  • Estabilidade: mostra como a pessoa lida com mudanças;
  • Conformidade: evidencia a capacidade que o indivíduo possui de se ajustar e seguir regras.  

Avaliação comportamental STAR

A técnica STAR está relacionada a Situação, Tarefa, Ação e Resultado. Com isso, ele se baseia no entendimento de que o comportamento das pessoas, em empregos anteriores, é o melhor indício para medir suas ações no futuro.

Ou seja, ajuda a organizar as respostas dos candidatos, buscando que os mesmos forneçam exemplos concretos que mostrem que eles realmente passaram pelas experiência e possuem as competências necessárias para a vaga em questão. Os pilares avaliativos são:

  • Situação: procura que o candidato descreva uma situação em que esteve envolvido, conflitante, de forma detalhada;.
  • Tarefa: procura que o indivíduo descreva suas responsabilidades na situação;
  • Ação: busca que o candidato conte quais foram as suas atitudes para a resolução do conflito;
  • Resultado: procura que ele descreva os resultados que alcançou tomando as atitudes descritas.

Avaliação comportamental IAC

A sigla IAC significa Inventário de Aderência Cultural. E, seu objetivo consiste em traçar um diagnóstico a partir dos comportamento e respostas de um questionário que contém 84 perguntas.

Além disso, a metodologia do IAC divide a cultura de uma organização em seis dimensões. São elas:

  1. Orientação para processos x orientação para resultados;
  2. Orientação para empregado x orientação para trabalho;
  3. Cultura paroquial x cultura profissional;
  4. Sistema aberto x sistema fechado;
  5. Controle fraco x controle rígido;
  6. Cultura normativa x cultura pragmática.

Agora que já conhece os benefícios da avaliação comportamental é só aplicá-la!