Propaganda

Como aplicar metas de business intelligence no seu RH?

Como aplicar metas de business intelligence no seu RH?
Propaganda

Tomar decisões baseadas em dados já se tornou algo imprescindível e de extrema importância para aqueles que trabalham no setor de RH. Isso porque se você deseja alcançar resultados mais assertivos e estar passos à frente no mercado competitivo, é preciso ter exatidão em suas estratégias. A prática do business intelligence tem como intuito coletar os dados referentes aos processos da empresa. Ter metas de BI se tornou um fator essencial para o sucesso dos negócios.

Informações e dados reais são excelentes meios para traçar novos cenários para a empresa, buscando sempre otimizar e aperfeiçoar todos os processos. O BI é uma tendência moderna que tem ganhado força no RH, preenchendo o lugar dos “achismos” com ferramentas que realmente fornecem dados reais e valiosos.

Se você deseja saber como aplicar metas de business intelligence no seu RH e como essas ferramentas podem aperfeiçoar a sua gestão, é só continuar acompanhando a leitura!

O que é business intelligence?

O business intelligence (BI), que em sua tradução literal significa Inteligência de Negócios, é um conjunto de técnicas e ferramentas que utilizam informações reais para dar suporte à tomada de decisões e investimentos da empresa. Ele transforma uma grande quantidade de dados em informações importantes para uma gestão assertiva e eficiente. Os dados são analisados e interpretados com auxílio de tecnologias, identificando quais são as possíveis oportunidades e riscos. 

O BI engloba todas as áreas de uma empresa, inclusive o setor de RH, que por muito tempo se baseou em decisões subjetivas e achismos. Agora, os dados brutos passam a ser informações úteis para o setor, sendo bases para desenhar estratégias e auxiliar em decisões importantes do negócio. Assim, também é possível traçar caminhos que estejam em integração com todos os setores da empresa.

A importância do BI para o RH

Não há dúvidas de que o business intelligence pode ser muito vantajoso para o RH. Ele tem se tornado cada vez mais relevante, principalmente pela versatilidade das tecnologias utilizadas e outras ferramentas que auxiliam muito os processos de decisão da empresa. Veja abaixo um pouco dos seus principais benefícios para o setor:

Otimização dos processos

O BI permite que os gestores acompanhem as principais métricas de cada processo. Por isso, se algo não vai como o esperado, é possível identificar o problema com muito mais rapidez. Assim, os processos são otimizados, podendo ser aprimorados na próxima vez que forem realizados ou até a próxima etapa. Ou seja, ele faz com que a empresa melhore continuamente os seus resultados;

Prevenção de riscos

As métricas oferecidas pelas ferramentas ajudam a identificar possíveis riscos para o negócio e quais erros podem ser evitados. Taxas importantes como absenteísmo ou turnover são importantes para traçar novas estratégias. 

Por exemplo, se a taxa de turnover está alta, é possível realizar entrevistas de desligamento mais direcionadas para identificar a causa de tantas demissões. Já quanto às altas taxas de absenteísmo, a empresa pode estar tendo muitos afastamentos devido a acidentes de trabalho e você precisa tomar medidas para diminuir os riscos. Seja qual for o motivo, o BI ajuda a identificá-los.

Novas estratégias

Os dados também possuem um papel essencial na hora de traçar novos caminhos e estratégias para a empresa. As informações obtidas mostram quais ações renderam mais resultados e no que o RH pode agir para potencializá-los. Além disso, são excelentes ferramentas para testar novos métodos e avaliar se são realmente vantajosos para a empresa.

Como aplicar metas de business intelligence no seu RH?

Veja agora em quais áreas você pode aplicar metas de business intelligence no RH: 

1. Clima organizacional

Não há dúvidas de que o clima organizacional é um fator de extrema importância para a empresa. Afinal, ele tem altos impactos em questões como engajamento e produtividade dos colaboradores, o que consequentemente afeta os resultados do negócio. Isso porque se uma equipe está satisfeita com o local em que trabalha,  a chance dela oferecer resultados melhores é muito maior. 

Por isso, ter uma métrica de BI que analise o clima do ambiente de trabalho é fundamental para o RH. O setor pode aplicar pesquisas de clima, em que os colaboradores respondem perguntas sobre a sua percepção do trabalho, o que acham da infraestrutura da empresa, relação com a liderança, trabalho em equipe, perspectivas, etc.

Essas respostas irão gerar análises que auxiliam em tomada de decisões, além de auxiliar o setor a ter ações mais estratégicas dentro da empresa. A consequência positiva disso tudo é: aumento da produtividade e destaque no mercado. 

2. Atração e retenção de talentos

A atração e retenção de talentos são dois fatores que estão totalmente ligados. Se o RH realizar processos seletivos mais direcionados e assertivos, isso irá diminuir a quantidade de colaboradores que desejam deixar de trabalhar na empresa.

A taxa de turnover nas empresas brasileiras costuma ser muita alta, sendo então fundamental entender o porquê isso acontece e como conseguir ter uma taxa maior de retenção. Por isso, utilizar métricas de BI para ter relatórios mais precisos sobre os funcionários é um excelente meio para identificar as causas do problema.

Com isso, é possível entender o que motiva a sua equipe e quais ações podem ser realizadas para fazer com que a empresa seja um local desejável de trabalho. As ferramentas de BI geram relatórios em tempo real sobre os colaboradores, que permitem que o RH faça análises precisas e comece a traçar as estratégias necessárias para reter talentos.

3. Engajamento dos colaboradores

Colaboradores engajados são mais envolvidos e comprometidos com o trabalho. Por isso, ter uma métrica para analisar o engajamento dos colaboradores é essencial para levar a empresa ao sucesso. Essa métrica é uma das responsabilidades do RH e costuma ser muito valorizada pelas empresas. 

As ferramentas de BI podem mensurar o nível de engajamento por meio de avaliações, exames, pesquisas, etc. Elas se tornam um grande auxílio ao setor, porque além de medir o nível de engajamento, elas ajudam no gerenciamento de carreira dos colaboradores.

4. Recrutamento e seleção

O recrutamento e seleção é um dos processos mais importantes do RH. Ele é a porta de entrada dos novos colaboradores, que terão um grande papel nos resultados da empresa. É preciso entender como encontrar bons candidatos, ter processos seletivos mais eficientes e reduzir o tempo e custo gasto para encontrar o profissional ideal. 

As ferramentas de BI podem auxiliar e muito nessa tarefa. Isso porque existem indicadores que identificam quais canais são mais adequados para encontrar bons profissionais, melhores estratégias de atração de talentos, dentre outros indicadores que auxiliam a encontrar profissionais que possuem mais compatibilidade com a cultura e perfil da empresa. Tudo isso irá impactar diretamente na qualidade do trabalho.

5. Liderança

A liderança tem um papel fundamental para alcançar o sucesso de uma empresa. Para isso, ela precisa ser estratégica e eficiente. É muito importante ter indicadores que analisem os líderes, o que está dando certo e o que não está, o que pode ser melhorado, etc. Assim, o RH pode entender se o desempenho dos líderes está indo bem e se eles estão sendo profissionais realmente capazes de direcionar as equipes a cumprirem os objetivos organizacionais.

Como os softwares de RH utilizam o BI?

Os softwares de RH são ferramentas que auxiliam no processo de análise de dados. Eles direcionam os gestores ao fornecer dados precisos em tempo real sobre os colaboradores e candidatos. As informações são coletadas e cruzadas para mostrar indicadores que são muito valiosos para traçar ações mais estratégicas e direcionadas.

Ter um RH estratégico não é mais uma opção para as empresas, mas sim algo essencial para não ficar para trás no mercado corporativo. Além disso, é um investimento muito positivo para as empresas. Afinal, auxilia os gestores a identificarem oportunidades e a se prevenir contra possíveis riscos. 

Conheça o software JobConvo

O software JobConvo é uma plataforma de gestão de RH voltada para processos de R&S e admissão digital. É o primeiro software no mercado a oferecer relatórios inteligentes de recrutamento e seleção. Com ele, é possível ter relatórios analíticos que possuem uma abordagem centrada em dados, combinando a ciência da análise preditiva com capacidades avançadas de inteligência de negócios. 

Ao utilizar a plataforma, o gestor terá acesso a um painel em que ele pode visualizar os indicadores do processo seletivo, por vaga específica ou geral, durante o período de tempo selecionado. Assim, eles podem acompanhar em tempo real o progresso das vagas abertas e daquelas que já foram encerradas, além de identificar de quais fontes vem a maioria das candidaturas.

Gostou deste artigo? Agora você já sabe como aplicar metas de business intelligence no seu RH. Se você deseja experimentar na prática todas as vantagens da análise de dados no setor, é preciso fazer a implementação de softwares inteligentes. Com o software Job Convo, você pode utilizar os relatórios e análises para refinar seu processo de recrutamento, além de muitas outras vantagens. Clique aqui e solicite uma demonstração GRATUITA!

Propaganda

Sobre o autor

JobConvo

A JobConvo foi desenvolvida para crescer com a sua empresa – fornecendo os recursos e a flexibilidade de que você precisa em cada estágio. Se a sua empresa possui 1 ou 10.000 funcionários, pode contar conosco. Atualmente nossas soluções abrangem plataforma de Gestão para Processos de Recrutamento e Seleção e admissão digital, onde você pode gerir todo o processo com um sistema com inteligência artificial.

Idiomas

Sobre a JobConvo

Plataforma Líder em Gestão para Processos de Recrutamento e Seleção

  • Crie requisições;
  • Personalize e automatize as etapas dos processos;
  • Compartilhe as vagas em diversos canais;
  • Aplique testes técnicos;
  • Faça o Fit Cultural e a tendência de comportamento dos candidatos;
  • Analise as vídeo entrevistas;
  • Compartilhe os finalistas com gestores;
  • Analise os relatórios;
  • Faça a admissão digital.

Saiba mais