Como fazer recrutamento e seleção: passo a passo completo

Como fazer recrutamento e seleção: passo a passo completo

Uma das rotinas mais importantes do setor de RH é a escolha dos novos colaboradores. Afinal, uma organização só alcança o sucesso se toda a sua equipe for eficiente. Por isso, é imprescindível que o setor saiba como fazer recrutamento e seleção de forma eficaz para gerar melhores resultados à empresa. 

É preciso desenvolver uma visão que consiga identificar todas as necessidades da empresa e avaliar quem são as pessoas ideais para se adequar aos objetivos e cultura da companhia.

É um processo longo e dividido em várias etapas. Mas não se preocupe, preparamos um passo a passo completo para você não errar mais. Confira!

O que é recrutamento e seleção?

Recrutamento e seleção é o processo que precede a admissão de um colaborador na empresa. Apesar de ser considerado um processo só, ocorrem duas fases distintas. Confira a diferença:

Recrutamento

Recrutamento é um processo do setor de RH que trabalha com a atração dos profissionais mais adequados para as vagas disponíveis dentro de uma organização, seja o cargo temporário ou permanente. 

É feito através das especificações e exigências necessárias para atuar na empresa. Isso inclui não só as competências, mas também análises que identificam se o perfil do candidato está alinhado com a cultura e valores da organização.

Seleção 

Já a seleção é a segunda parte do processo e consiste em fazer a escolha final dos profissionais que irão ocupar as vagas disponíveis. Cada empresa realiza este procedimento de uma forma específica, podendo ele ser mais curto ou demorado.

É nesta fase que são feitas as entrevistas, testes e outras técnicas necessárias para poder avaliar corretamente um candidato e todas as suas habilidades e competências. 

Tipos de recrutamento

Antes de tudo, é preciso saber que existem alguns tipos de recrutamento. A organização precisa conhecê-los para definir o modelo ideal que esteja de acordo com as suas necessidades no momento de abertura da vaga. Veja os principais:

Recrutamento Interno

Ocorre dentro da empresa, pois busca os candidatos com potencial para uma nova posição dentro do próprio quadro de funcionários. É muito comum que esses casos se adéquem aos profissionais que querem migrar para algum outro setor ou área da organização e desejam se aprimorar em novas experiências.

Conheça algumas vantagens deste tipo de recrutamento:

  • Retenção de talentos;
  • Redução de custos;
  • Maior engajamento dos colaboradores;
  • Facilidade para analisar o perfil do candidato.

Recrutamento externo

Este é o modelo mais comum e conhecido por todos. Ele consiste em preencher as vagas através da busca por profissionais no mercado de trabalho. É efetuado por meio de canais de comunicação externos, por exemplo: LinkedIn, sites de busca de emprego, entrega física de currículos, etc. 

Confira as principais vantagens:

  • Identificação de novos talentos;
  • Opções mais variadas de profissionais;
  • Facilidade para implementar novas práticas organizacionais.

Recrutamento misto

Como já diz o nome, este tipo de recrutamento engloba os dois anteriores. O processo é aberto tanto para os que já estão no quadro de funcionários, quanto para candidatos externos. Vejas as vantagens:

  • Versatilidade que permite analisar novos talentos e também valorizar os já existentes;
  • Grande gama de opções de candidatos.

Recrutamento online

O recrutamento online é um dos benefícios que a tecnologia proporcionou às empresas. O processo é realizado de forma digital e por meio de softwares e ferramentas que otimizam todo o processo. Existem inúmeras vantagens, confira algumas delas:

  • Rapidez na divulgação de vagas;
  • Maior alcance;
  • Automatização dos procedimentos demorados;
  • Emails e feedbacks automáticos;
  • Integração com outras plataformas.

Como fazer recrutamento e seleção: passo a passo

Afinal, quais são as etapas do processo de recrutamento e seleção? Listamos os 8 passos essenciais. Confira:

1º passo: Análise as necessidades da empresa

Para começar, é preciso analisar as necessidades da organização e entender o que ela espera da vaga em aberto. Assim, o RH pode definir e projetar quais serão as funções do novo colaborador.

Nesta etapa, deve ser feito um planejamento definindo o perfil do candidato, as competências e habilidades necessárias, informações como horário, benefícios, remuneração da função e todos os outros dados importantes para então prosseguir para a próxima fase.

2º passo: Busca pelos candidatos

Após toda a análise, é hora de buscar os candidatos ideais para a função. Nesta fase se inicia de fato o recrutamento e a divulgação de vagas. Por isso, é preciso obter as seguintes respostas:

  • Onde as vagas irão ser divulgadas? Sites de emprego? Redes sociais? Agências?
  • Quais serão as datas e prazos de cada etapa do processo?
  • A empresa vai utilizar algum software para facilitar o processo?

Com as respostas definidas é possível iniciar o processo de divulgação. Lembre-se de preparar um anúncio bem feito e completo, pois irá facilitar todo o processo.

3º passo: Seleção de currículos

A próxima etapa é fazer a triagem dos currículos recebidos. Provavelmente aqui a empresa terá inúmeros currículos em mãos. Portanto, tenha atenção e cautela para não perder nenhuma informação importante e acabar perdendo um bom candidato ou selecionando os que não são de fato adequados a vaga.

4º passo: Realize as entrevistas

O próximo passo é finalmente conhecer os candidatos e claro, o possível futuro colaborador. Use estratégias de entrevista, avalie o comportamento e descubra os detalhes ainda não descobertos através das etapas anteriores. É importante ser cauteloso e fazer as perguntas certas. Confira as sugestões:

  • O que você almeja alcançar na sua carreira?
  • Você está disposto a crescer junto com a empresa?
  • Onde você se vê em 5 anos?

5º passo: Dinâmicas, testes e provas técnicas

Na maioria dos cargos é preciso fazer a aplicação de testes, dinâmicas ou provas técnicas para avaliar as competências e habilidades dos futuros colaboradores. No caso das dinâmicas é possível avaliar se o candidato sabe trabalhar em equipe, se tem criatividade, etc. Já as provas analisam conhecimentos gerais e mais específicos.

6º passo: Entrevista de seleção

Nesta fase já estão os profissionais mais qualificados e em número reduzido. Agora é possível fazer uma avaliação mais aprofundada através da entrevista de seleção. Normalmente é feita com os gestores, que poderão analisar e avaliar diretamente se o candidato realmente se adequa ao cargo oferecido pela empresa. 

7º passo: Verificação dos dados

Agora que já foi feita a escolha do profissional ideal para assumir o cargo, é preciso fazer a análise de todos os dados e informações para verificar se está tudo em ordem.

Nesta fase, documentos extras podem ser solicitados ou talvez seja necessário entrar em contato com antigos empregadores. O importante é checar se todas as informações estão corretas.

8º passo: Comunicar a escolha final da empresa

Por fim, é hora de tomar a decisão final e fazer o comunicado ao profissional escolhido. A empresa deve encaminhá-lo ao processo de admissão para que sejam entregues todas as documentações e realizadas todas as outras etapas da contratação.

Lembre-se que é importante dar feedbacks aos profissionais que não foram escolhidos. Assim, a empresa mantém uma boa impressão e ajuda os outros candidatos a crescerem.

Evite erros no processo 

O processo de recrutamento e seleção é um processo longo e precisa ser feito com atenção como a maioria dos processos do RH. Mas este em específico, se trata da escolha dos profissionais que irão fazer parte da empresa e irão ter influência direta nos resultados que a organização oferece. 

Por isso, é essencial que sejam utilizados os melhores meios e estratégias de recrutamento para que não ocorram erros ou falhas graves que podem gerar futuros problemas na sua equipe de trabalho e em toda a companhia.

Software para recrutamento e seleção

Uma das soluções é fazer o uso da tecnologia para que os procedimentos sejam feitos de forma automatizada. Assim, o RH terá mais agilidade e irá evitar falhas e problemas como: turnover, baixa produtividade dos colaboradores, etc.

Isso é possível porque ao obter um software de recrutamento e seleção, a empresa garante mais agilidade nos procedimentos, que passam a ser feitos de forma digital. Além de contar com diversos recursos que facilitam a escolha dos profissionais. Confira abaixo algumas das funções:

  • Uso da inteligência artificial, que permite listar os candidatos de acordo com o grau de afinidade para a vaga e para a empresa;
  • Compartilhamento de vagas em diversos canais simultaneamente;
  • Execução de vídeo entrevistas, que são feitas através de um roteiro e ficam arquivadas para facilitar a análise;
  • Teste Fit Cultural, que permite medir a afinidade de cultura entre candidato e empresa, evitando a escolha errada de profissionais;
  • Testes técnicos customizáveis e com a triagem em poucos cliques;

A JobConvo possui um software de gestão que oferece esses recursos e oferece inúmeras outras vantagens para o RH. Para saber mais e experimentar todas essas vantagens, solicite o teste Grátis, aqui!Agora que você já sabe tudo sobre como fazer recrutamento e seleção, preparamos uma planilha para te ajudar com a triagem dos candidatos de maneira organizada e visual. Clique aqui para baixar GRATUITAMENTE!

Sobre o autor

JobConvo

A JobConvo foi desenvolvida para crescer com a sua empresa – fornecendo os recursos e a flexibilidade de que você precisa em cada estágio. Se a sua empresa possui 1 ou 10.000 funcionários, pode contar conosco. Atualmente nossas soluções abrangem plataforma de Gestão para Processos de Recrutamento e Seleção e admissão digital, onde você pode gerir todo o processo com um sistema com inteligência artificial.

Idiomas

Sobre a JobConvo

Plataforma Líder em Gestão para Processos de Recrutamento e Seleção

  • Crie requisições;
  • Personalize e automatize as etapas dos processos;
  • Compartilhe as vagas em diversos canais;
  • Aplique testes técnicos;
  • Faça o Fit Cultural e a tendência de comportamento dos candidatos;
  • Analise as vídeo entrevistas;
  • Compartilhe os finalistas com gestores;
  • Analise os relatórios;
  • Faça a admissão digital.

Saiba mais