Como montar um currículo otimizado para triagem digital

Como montar um currículo otimizado para triagem digital

Atualmente, a tecnologia já dominou o RH das empresas e o setor de recrutamento não ficou de fora da transformação digital. Nesse processo, a triagem digital ganhou força e tem sido utilizada no lugar da análise manual de cada currículo. 

Por isso, passar pela triagem digital exige uma adaptação especial do currículo do candidato. Também é necessário entender a situação do mercado atual, as exigências e necessidades para cada área, buscando evitar a rejeição automatizada.

Continue acompanhando a leitura e descubra como montar um currículo otimizado para triagem digital!

Qual é a situação do mercado de trabalho atual?

O mercado de trabalho é muito disputado, até mesmo nas áreas de maior empregabilidade. É importante para o candidato se destacar dos demais para ganhar a oportunidade. As áreas de maior salário costumam ser as mais cobiçadas pelos profissionais que buscam boa qualidade de vida, reconhecimento e benefícios.

Com a pandemia da Covid19, muitos setores sofreram instabilidades, enquanto outros tiveram crescimento. Um exemplo disso são as áreas de atuação relacionadas com a tecnologia, que ganharam força com o isolamento social, onde diversas empresas tiveram que adaptar suas rotinas ao ambiente virtual.

Outro ponto importante dessa migração das empresas para o digital é a aplicação da Lei Geral da Proteção de Dados Pessoais (LGPD), que entrou em vigor durante a pandemia. A partir disso, diversos setores buscaram adaptar suas práticas de armazenamento de dados de clientes e usuários.

Setores dos mais diversos passaram por essa adaptação, assim como a área da saúde, que precisou buscar alternativas para conter a crise sanitária, como a telemedicina, biotecnologia, entre outras ramificações da Saúde 4.0, setor que tem aberto muitas oportunidades para quem busca desenvolvimento através da transformação digital.

Por isso, independentemente da área de atuação, é importante ter um currículo otimizado para conseguir um lugar de destaque entre os concorrentes e obter sucesso na carreira.

Como funciona um ATS (Ferramenta de recrutamento preditivo)

Grande parte dos processos de recrutamento e seleção acontecem por meio de um ATS (Applicant Tracking System), software que possibilita que os recrutadores organizem vagas disponíveis, além de segmentar os candidatos.

Antes do surgimento dessas novas ferramentas, as candidaturas eram feitas por e-mail ou através de plataformas simples, capazes apenas de juntar algumas informações e as enviar para os recrutadores. Atualmente, um ATS consegue extrair dados de forma mais aprofundada e específica, organizando melhor o fluxo do processo seletivo para cada oportunidade, otimizando e efetivando o trabalho do RH.

Além disso, as ferramentas de recrutamento preditivo analisam currículos por meio de palavras-chave relacionadas a categorias como competências, experiência profissional e escolaridade, avaliando de acordo com as exigências da empresa.

Por fim, vale ressaltar que os softwares podem ser mais objetivos e menos tendenciosos do que os recrutadores, pois possibilitam uma programação capaz de ignorar características, como idade, sexo, raça, entre outras questões que podem ser irrelevantes a vaga, tornando a seleção mais justa e assertiva.

Como montar um currículo otimizado para triagem digital? 10 dicas

Existem pontos importantes para analisar na hora de estruturar o currículo. Veja a seguir 10 dicas para montar currículo otimizado para triagem digital e se destacar nos processos seletivos:

1. Escolha as palavras do currículo de forma estratégica

É fundamental realizar uma otimização de palavras-chave. Isso faz com que o seu currículo seja bem interpretado pela inteligência artificial.

As análises do software são feitas com base no texto da estruturação do seu currículo. Por isso, é importante que o candidato não tenha apenas boas competências e experiências, mas saiba apresentá-las aos robôs e posteriormente para os recrutadores, buscando sempre se comunicar de forma clara e objetiva.

Além disso, a inteligência artificial trabalha com base na análise de informações específicas e palavras-chave. Por isso, é importante que você esteja atento às necessidades do mercado e as exigências da vaga, escolhendo palavras-chave que estejam de acordo com o que os recrutadores estão buscando no momento, atentando-se à nomenclatura de cargos e competências.

2. Mantenha as coisas simples

Para garantir uma leitura mais efetiva do software, é importante manter o currículo limpo e objetivo, buscando se atentar aos seguintes pontos:

  • Tenha em mente que a IA lê as informações da esquerda para a direita, em linhas, como os humanos. Então, separar as informações em colunas, por exemplo, gera erros na leitura.
  • Use templates simples, com design minimalista. O excesso de gráficos, imagens e fontes podem dificultar a leitura dos softwares;
  • Evite enviar o currículo em formato PDF (a não ser que seja solicitado). Alguns softwares processam esse tipo de arquivo como uma única imagem, perdendo as informações contidas no documento;
  • Não coloque dados relevantes no cabeçalho ou rodapé de um documento Microsoft Word, pois nem todos os softwares leem esses campos;
  • Customize o currículo de acordo com as necessidades da vaga. Fazer adaptações pontuais aumenta as chances de passar por essa etapa de análise;
  • Busque não generalizar, sendo específico e objetivo ao inserir uma informação. Dessa forma, você irá garantir que o software encontre os dados que procura em seu currículo.

3. Não pense só nos softwares

A inteligência artificial está presente no início dos processos seletivos, porém é necessário que o seu currículo seja atraente não apenas aos softwares mas aos recrutadores nas próximas etapas. Por isso, é importante otimizar o currículo não só para que ele seja lido por máquinas, mas para que agrade pessoas.

Para isso, é recomendado o uso de uma boa diagramação, organizando as informações de maneira clara e agradável. Além disso, é importante não se restringir às palavras-chave, mas trazer coerência aos textos que compõem seu perfil.

4. Foque em organização

Uma boa organização dos conteúdos é essencial para que o recrutador encontre de forma rápida as informações mais relevantes. O primeiro passo é organizar tudo em ordem cronológica, colocando as experiências mais recentes em primeiro lugar. Essa estratégia busca destacar seus feitos mais recentes, assim como sua experiência atual e competências.

Depois disso, separe os dados por categoria, como: experiências profissionais, formação acadêmica, cursos, idiomas e competências. Nessa etapa, é recomendado o uso de tópicos padronizados, colocando identificação, data e uma descrição para cada item.

5. Seja objetivo e transparente

Para uma melhor compreensão do seu currículo, é necessário ser objetivo e transparente. Quando há excesso de informações, ao invés de impressionar os recrutadores, você pode ser prejudicado durante o processo de seleção. Por isso, é importante ter cuidado com dados redundantes e repetitivos.

Além disso, se em sua carreira você possui experiência em outras áreas diferentes da atual, tome cuidado para não acrescentar competências irrelevantes ao cargo.

6. Segmente seu cargo

Aproveite as palavras-chave para segmentar o seu cargo. Quanto mais específico, melhor. É recomendado pesquisar quais são os termos mais procurados e que têm maior relação e relevância para as funções que você sabe realizar, e o cargo que quer ocupar.

7. Tenha uma boa URL

Outra forma de otimizar o currículo é personalizar a URL (endereço do site que redireciona para seu currículo online). O ideal é colocar o seu nome e sobrenome, ajudando a melhorar sua colocação.

8. Preste atenção no visual

Além do conteúdo, é muito importante cuidar do visual do currículo. Uma boa apresentação pode ser um diferencial, destacando seu perfil em meio a candidatos com experiências similares. 

Ao invés de utilizar apenas textos simples para compor o documento, você pode variar o uso da fonte e utilizar recursos estéticos, como negrito, itálico e tópicos. Porém, é necessário ter cuidado e evitar um design colorido, ornamentos em excesso e distrações gráficas.

Além disso, é possível personalizar o currículo para cada vaga específica, adaptando ao estilo do setor desejado. As áreas profissionais que envolvem produção criativa, por exemplo, permitem maior flexibilidade na ornamentação do documento.

Mas lembre-se das dicas anteriores voltadas para a leitura dos softwares! O equilíbrio aqui é essencial!

9. Revise todos os detalhes

Após a formatação do currículo, é necessário reler o documento, revisando todos os detalhes inseridos, corrigindo os erros necessários, seja de digitação ou de conteúdo.

É importante conferir todas as datas, nomes de instituições e empresas, além de avaliar se a descrição das atividades desenvolvidas está de acordo com aquilo que compõe sua carreira profissional.

Por fim, ao cadastrar o currículo em sites, apps ou softwares é importante revisar as informações, principalmente após a leitura de IA, para garantir que todas as informações tenham sido captadas corretamente.

10. Atualize as suas informações

É extremamente importante manter o seu currículo atualizado. Cada novo curso ou experiência profissional irá otimizar mais o seu perfil, elevando suas chances.

Portanto, ter um currículo organizado e otimizado, além de tornar seu perfil mais interessante aos recrutadores, aumenta as chances de seleção por parte dos softwares, e de encontrar a vaga de emprego desejada.

Gostou deste artigo? Agora é só colocar em prática todas as dicas e ir atrás da sua colocação no mercado!

Para mais conteúdos como esse, clique aqui e acesse o blog da JobConvo!

Sobre o autor

JobConvo

A JobConvo foi desenvolvida para crescer com a sua empresa – fornecendo os recursos e a flexibilidade de que você precisa em cada estágio. Se a sua empresa possui 1 ou 10.000 funcionários, pode contar conosco. Atualmente nossas soluções abrangem plataforma de Gestão para Processos de Recrutamento e Seleção e admissão digital, onde você pode gerir todo o processo com um sistema com inteligência artificial.

Sobre a JobConvo

Plataforma Líder em Gestão para Processos de Recrutamento e Seleção

  • Crie requisições;
  • Personalize e automatize as etapas dos processos;
  • Compartilhe as vagas em diversos canais;
  • Aplique testes técnicos;
  • Faça o Fit Cultural e a tendência de comportamento dos candidatos;
  • Analise as vídeo entrevistas;
  • Compartilhe os finalistas com gestores;
  • Analise os relatórios;
  • Faça a admissão digital.

Saiba mais