Propaganda

O futuro do RH: Qual será sua atuação pós-pandemia

O futuro do RH: Qual será sua atuação pós-pandemia
Propaganda

A pandemia causada pelo Covid-19 fez empresas de todo o mundo passarem por grandes transformações. O isolamento social fez com que os processos fossem desacelerados e flexibilizados para se adaptarem ao novo cenário corporativo. Uma das áreas que foi muito afetada foi o setor de RH. A dúvida que tem rodeado a mente dos gestores no ano de 2021 é: qual será a atuação do setor pós-pandemia? As incertezas são muitas e o medo ainda percorre pelas empresas.

Já existem previsões sobre esse futuro, mas as respostas ainda não são tão precisas para os próximos anos. Contudo, não há dúvidas de que alguns hábitos precisarão mudar, afinal, mudanças que já vinham ocorrendo no decorrer dos anos anteriores foram aceleradas nos últimos meses.

Neste artigo, iremos abordar tudo sobre as previsões em relação ao futuro do RH e qual será a atuação dos recursos humanos após a Covid-19. Continue acompanhando a leitura!

Qual é a nova perspectiva do RH após a pandemia?

A pandemia trouxe uma nova realidade e perspectiva para o setor de recursos humanos. Os gestores precisaram aprender como trabalhar com a gestão de pessoas em um cenário tão preocupante e assustador. 

O ponto principal foi a humanização das relações com os colaboradores. Diante de um momento difícil e de tantas perdas, esse tipo de linguagem tem sido fundamental para ter empatia com a equipe. Além disso, a flexibilidade precisou estar presente nas rotinas das empresas. 

O tema saúde mental e bem-estar nunca esteve tão presente nos treinamentos e palestras como está atualmente. Esses pontos foram essenciais para dar continuidade a produtividade e fazer com que as organizações sofram menos prejuízos com os impactos da pandemia. O home office passou a ser uma opção valiosa para as empresas e a comunicação se tornou mais assertiva, sempre entendendo o lado dos profissionais. 

Não há dúvidas de que todos esses pontos permanecerão como principais no RH. No entanto, existe um outro ponto forte que se mostrou crucial nesses últimos meses: a transformação digital. O investimento em tecnologia é o que tem feito muitas empresas sobreviverem durante a crise. O RH digital é a perspectiva pós-pandemia. As ferramentas tecnológicas ganharam espaço no mercado e as estatísticas mostram que elas vieram para ficar. Afinal, elas não são mais uma opção, mas um elemento fundamental para se manter à frente no mercado corporativo.

Qual será o papel do RH para o novo normal?

Diante de todo o cenário que abordamos no último tópico, o RH precisa assumir o seu papel na empresa para se adaptar ao “novo normal”. Os gestores devem se manter atualizados com as tendências e com os novos métodos de gestão de pessoas. Os objetivos devem estar alinhados com as novas expectativas da organização e as relações devem se manter mais humanizadas.

Os olhos devem estar atentos aos novos comportamentos e transformações do mercado, ou seja, a flexibilidade será essencial para manter a empresa em equilíbrio. Além disso, os gestores estão passando e continuarão passando por alguns desafios. Um deles é a adaptação ao home office. Por exemplo, estratégias e ações de engajamento devem ser traçadas para manter os colaboradores motivados para não perder a qualidade nos resultados. 

Quais são as tendências para o futuro do RH?

Confira agora as principais tendências para o futuro do RH:

1. Admissão digital e desligamento online

A admissão digital e o desligamento online já estavam ganhando espaço nas empresas. Com a pandemia, os processos digitais se tornaram uma necessidade urgente para admitir novos colaboradores e realizar demissões. As plataformas que realizam esses processos digitais são muito vantajosas e conseguem agilizar o tempo gasto pelo RH. 

2. Flexibilidade de horário

Com a pandemia e consequentemente o aumento do home office, a flexibilidade de horário se tornou algo mais comum nas empresas. No entanto, esse modelo, onde há um controle de produtividade e não de horário, tem se mostrado vantajoso para algumas organizações. Essa liberdade dada ao colaborador faz com que ele não trabalhe sob pressão e consiga oferecer melhores resultados. Para que isso funcione com sucesso, o gestor deve ter um quadro com todas as atividades que devem ser realizadas, os respectivos prazos e metas. 

3. Home office e ambientes virtuais

Como já abordado nos tópicos anteriores, o home office foi a opção de diversas empresas que precisaram continuar suas atividades mesmo em meio ao isolamento social. Esse modelo de trabalho também continuará presente em algumas organizações no pós-pandemia para continuar protegendo os colaboradores dos possíveis riscos. Não só isso, mas deve continuar para alguns colaboradores mesmo após o fim total da pandemia. Afinal, o trabalho no ambiente virtual se torna vantajoso em diversos aspectos, podendo ser intercalado com reuniões presenciais semanais ou quinzenais. 

4. Trabalho colaborativo

A abordagem colaborativa no trabalho oferece mais liberdade de comunicação entre os colaboradores. Por isso, ela está muito presente nas empresas neste período e tem ganhado espaço no mercado. É um excelente método para lidar com os desafios do home office.

5. Criatividade e adaptabilidade

O cenário inesperado da pandemia fez com que as empresas precisassem exercer a sua criatividade para prosseguir com os seus processos. Algumas precisaram se reinventar, já outras necessitaram do uso de novas tecnologias. A maior busca do mercado não é mais por profissionais que possuem apenas capacidade operacional, mas para aqueles que também conseguem ser criativos para se adaptar às situações inesperadas.

6. Antecipação de mudanças

A situação da pandemia reforçou a importância de estar sempre preparado e antecipar as soluções para os possíveis riscos que venham a aparecer. Não só isso, mas também foi necessário agilidade para responder às mudanças do mercado em tão pouco tempo. Esta é uma característica do futuro do RH. 

Os gestores devem estar a todo tempo conectados com as notícias e o mundo, sempre acompanhando quais mudanças estão sendo realizadas. As ações não devem ser planejadas quando os problemas ocorrerem, mas sim com antecedência baseando-se em dados analíticos e partindo para as tomadas de decisão. Tudo isso só é possível com o auxílio de ferramentas digitais para gestão de pessoas.

7. Lifelong learning

A pandemia mostrou o quanto os profissionais devem estar sempre aprendendo. Não há como trabalhar no mercado atual sem buscar novos conhecimentos contínuos. Uma graduação já não é o bastante para garantir emprego, pois em poucos meses o mercado se transforma e se reinventa. O futuro do RH deve ser marcado pelo aprendizado rápido, desenvolvendo profissionais com as novas competências necessárias para retomar os resultados do negócio.

8. Foco no ser humano

O foco no colaborador também é uma característica forte do futuro do RH. A estratégia tem sido desenvolver ações que aumentam o engajamento do colaborador, fazendo com que eles sejam realmente ouvidos e se sintam parte da história da empresa. Além disso, o foco também estará em benefícios e outras oportunidades que contribuem para o bem-estar de toda a equipe. 

9. Ferramentas tecnológicas

Por fim, temos as ferramentas tecnológicas. Elas se tornaram as protagonistas do RH. As soluções digitais são diversas, cada uma voltada para uma função, como os processos automatizados e a análise de dados. Essas tecnologias têm se aperfeiçoado com o decorrer dos avanços tecnológicos, auxiliando o RH e aprimorando as rotinas do setor. Por isso, as empresas devem investir nos softwares e plataformas para estarem alinhadas com a realidade do mercado. 

Com isso, também será preciso fazer com que os profissionais estejam prontos para as implementações tecnológicas. As empresas devem realizar treinamentos e incentivar as equipes a se atualizarem constantemente. Afinal, muitos cargos passarão a ter como requisito esse alinhamento. 

Como o RH pode se preparar para o futuro pós-pandemia?

Agora que você já sabe quais são as tendências para o futuro pós-pandemia, você precisa saber como se preparar para implementá-las em sua empresa. O elemento principal é: investimento em tecnologia. Existem softwares no mercado que automatizam os processos do RH e facilitam esse preparo para a transformação digital. 

A JobConvo é um software de recrutamento e admissão com inteligência artificial. É um dos melhores do mercado e possui soluções que estão alinhadas com o RH digital. A ferramenta é completa, possuindo recursos de alto desempenho e de fácil utilização. Com a JobConvo, é possível:

  • Criar requisições;
  • Personalizar e automatizar as etapas dos processos;
  • Compartilhar as vagas em diversos canais simultaneamente;
  • Aplicar testes técnicos;
  • Fazer o Fit Cultural e a tendência de comportamento dos candidatos;
  • Analisar as vídeo entrevistas;
  • Compartilhar os finalistas com gestores;
  • Analisar os relatórios;
  • Fazer a admissão digital.

Agora você já sabe o caminho para se preparar para o futuro do RH e deixar a sua empresa alinhada com as novas tendências do mercado após a pandemia. Basta agora colocar em prática todas as nossas dicas e implementar as ferramentas tecnológicas ideais para o seu negócio. 

Se você quer experimentar na prática todos os benefícios de uma plataforma de RH e colher resultados eficientes, você pode solicitar uma demonstração GRATUITA do software JobConvo. Clique aqui e saiba mais!

Propaganda

Sobre o autor

JobConvo

A JobConvo foi desenvolvida para crescer com a sua empresa – fornecendo os recursos e a flexibilidade de que você precisa em cada estágio. Se a sua empresa possui 1 ou 10.000 funcionários, pode contar conosco. Atualmente nossas soluções abrangem plataforma de Gestão para Processos de Recrutamento e Seleção e admissão digital, onde você pode gerir todo o processo com um sistema com inteligência artificial.

Idiomas

Sobre a JobConvo

Plataforma Líder em Gestão para Processos de Recrutamento e Seleção

  • Crie requisições;
  • Personalize e automatize as etapas dos processos;
  • Compartilhe as vagas em diversos canais;
  • Aplique testes técnicos;
  • Faça o Fit Cultural e a tendência de comportamento dos candidatos;
  • Analise as vídeo entrevistas;
  • Compartilhe os finalistas com gestores;
  • Analise os relatórios;
  • Faça a admissão digital.

Saiba mais