Propaganda

Saúde organizacional: como manter? 8 dicas para elevá-la

Saúde organizacional: como manter? 8 dicas para elevá-la
Propaganda

É cada vez mais comprovado que corpo e mente estão conectados e sofrem grande influência do ambiente. Todos os colaboradores precisam de condições básicas para exercerem suas atividades com segurança e, principalmente eficácia. Desempenhar o papel que lhes foi imposto requer um ambiente favorável.

Muitas empresas ainda negligenciam a saúde organizacional, acreditando que seus impactos são mínimos, mas a ausência de  bem-estar, disposição e a satisfação dos colaboradores, influenciam diretamente comportamento e desenvolvimento do trabalho.

A saúde organizacional não diz respeito somente a equipamentos de segurança e ergonomia. Neste artigo vamos mostrar as vertentes da saúde da organização que impactam diretamente no desempenho dos colaboradores e do funcionamento da empresa em si. Confira. 

O que é saúde organizacional? 

Bem-estar, motivação e prevenção de doenças são os principais pilares da saúde organizacional.

Todos esses pilares precisam estar estabelecidos, para que a organização possa ser impactada de maneira positiva. A queda de um desses pilares pode causar danos na saúde dos colaboradores e, consequentemente, afetar o ambiente e o rendimento da empresa.

A saúde organizacional está diretamente ligada à saúde do colaborador. Uma empresa doente, literalmente adoece o indivíduo, na mesma proporção em que um funcionário pode é capaz de adoecer uma equipe. Por esse motivo, para manter uma organização saudável é preciso ter políticas e equipes igualmente saudáveis.

A saúde de toda e qualquer empresa está ligada ao seu desempenho. Criar condições adequadas para o exercício das funções, incentivando a performance e o desenvolvimento dos colaboradores, deve ser o objetivo principal de todas as companhias. 

A saúde organizacional abrange:

  • Segurança do trabalho;
  • Ergonomia;
  • Gestão de pessoas;
  • Potencial de liderança dos gestores e executivos;
  • Clima organizacional;
  • Ambiente de trabalho;
  • Condições de trabalho;
  • Política interna;
  • Valores organizacionais;
  • Políticas de incentivo.

Resumidamente, a saúde organizacional contribui de modo positivo para maior produtividade, engajamento e satisfação, impactando na saúde física e mental dos colaboradores.

Medindo saúde organizacional dos colaboradores

Há uma série de agentes influenciadores que impactam negativamente na saúde organizacional, e consequentemente, na saúde do colaborador.

O desempenho organizacional depende de forma direta do ambiente de trabalho. Os principais impactos de um colaborador doente são as quedas de desempenho. Os primeiros sintomas da falta de saúde organizacional são as baixas no desenvolvimento das atividades.

Sendo assim, para medir a saúde organizacional é necessário avaliar:

1. Produtividade

A produtividade é o primeiro sintoma notado em um colaborador doente. A diminuição da saúde organizacional tem impacto direto no desempenho do colaborador. O grau de produção do indivíduo pode ser impactado por diversos fatores, tais como: condições de trabalho, ergonomia, gestão, ambiente organizacional, política interna e valores organizacionais.

Cada uma dessas vertentes é controlada pela organização. Ou seja, a saúde do colaborador depende diretamente da empresa, uma vez que para ter funcionários saudáveis um ambiente saudável é necessário.

2. Absenteísmo

A saúde organizacional não diz respeito apenas à questão da produtividade.O absenteísmo também é um assunto que deve ser abordado nos programas de saúde de todas as empresas.  A saúde organizacional está atrelada ao ambiente de trabalho que, por sua vez, tem grande impacto sobre faltas e atrasos dos colaboradores. Ou seja, o absenteísmo e o turnover podem ser consequência direta da baixa saúde da organização.

Por isso, os gestores devem saber como administrar todos os possíveis conflitos internos, resolver os problemas rapidamente, tomar decisões, evitar a procrastinação, oferecer condições adequadas para o desenvolvimento das tarefas e eliminar comportamentos nocivos.

3. Clima organizacional

E por fim, temos o clima organizacional, que possui impacto direto na saúde da organização. Esse indicador de satisfação, consegue mensurar os diferentes aspectos da cultura ou realidade da organização. Por meio dele é possível indicar o grau de aceitação do colaborador em relação a políticas de RH, modelo de gestão, processo de comunicação, valorização profissional e identificação com a empresa.

Como manter a saúde organizacional?

Tão importante quanto medir, é manter a saúde organizacional, dos colaboradores e é sobre isso que falaremos agora. 

1. Pesquisa de clima organizacional

Pesquisas ajudam a compreender os colaboradores e ressalta os pontos positivos e negativos que a organização tem influído sobre cada um deles. Dessa forma, é possível estabelecer medidas de mudanças internas para reestruturação de processos, incentivo e motivação que ajudem a manter ou elevar a saúde organizacional.

2. Ofertar ginástica laboral

A ginástica laboral é uma forma de preservar tanto a saúde física, quanto a mental de todos os  colaboradores, além de ajudar no desempenho e desenvolvimento do trabalho.

3. Adotar horários flexíveis 

Adorar horários flexíveis é outra forma de fazer com que os colaboradores se tornem mais motivados a fazer suas atividades, uma vez que estarão se sentindo melhor com a possibilidade de trabalhar em horários alternativos. 

4. Incentivar o aprendizado

Incentivar o aprendizado é uma vida de benefícios mútua, uma vez que a empresa investe no colaborador e o desenvolve, o indivíduo aplica os conhecimentos adquiridos  na própria organização. Mas para que isso possa funcionar é necessário que a empresa esteja saudável e a política esteja estabelecida. 

Dicas para elevar a saúde organizacional

E depois de saber o que é saúde organizacional, como medir e como mantê-la é hora de descobrir como elevá-la, através de dicas práticas e fáceis de serem implementadas. 

1. Forneça um ambiente de trabalho adequado

Em qualquer empresa, tudo tem início no espaço de trabalho. De pouco adianta os colaboradores serem competentes se não puderem contar com um ambiente adequado para execução de suas tarefas. 

Limpeza, claridade, climatização, equipamentos ergonômicos e até número adequado de banheiros, são quesitos  de organização do ambiente de trabalho dos profissionais. 

2. Garanta a saúde básica da sua equipe.

Mesmo que muitas companhias ainda enxerguem como um gasto, ofertar acesso de seus funcionários a um plano de saúde privado, trata-se de uma estratégia acertada do ponto de vista de saúde organizacional, tanto que hoje em dia é raro ver grandes empresas que não oferecem, de forma espontânea, planos odontológicos e de saúde aos seus colaboradores.

E, se possível, ainda ir além dessa questão, através do investimento em prevenção, já que grande parte dos planos de saúde empresariais oferecem palestras e treinamentos diversos. Ter uma equipe saudável é essencial fazer funcionários e empresa crescerem.

3. Estabeleça metas viáveis.

Outro ponto interessante, diz respeito às metas. Ao estipular metas é de extrema importância que a empresa seja realista. Por mais que haja desejo e necessidade de crescer 200% no ano, é preciso saber se isso é possível. Metas inalcançáveis desestimulam profissionais e afetam a saúde mental. Isso acontece, porque eles conhecem a realidade e as dificuldades da empresa em lidar com tais metas astronômicas.

Por isso, faça uma análise da situação econômica do seu mercado e das possibilidades reais e somente com base nisso, projete o crescimento desejado e mostre para os colaboradores a possibilidade de alcance.

4. Flexibilize horários das equipes.

Aqui falamos novamente da flexibilização de horário. Se uma empresa trabalha com resultados, qual é  a necessidade de todos colaboradores estarem às 8h00 da manhã na empresa? Um dos grandes desafios trabalhistas proporcionados pela tecnologia é a fácil possibilidade de acessar uma pessoa, independentemente da localização geográfica.

É totalmente possível ser rígido com prazos, mas flexível com horários. É mais do que sabido que muitas equipes não precisam ficar 8 horas por dia, presente na empresa. Sendo assim, reflita sobre essa possibilidade e permita que seus profissionais passem mais tempo com a família.

A JobConvo é líder no mercado de software de recrutamento e seleção! Otimize o Rh de sua empresa através de nossos serviços. Solicite uma demonstração GRATUITA clicando aqui.

Propaganda

Sobre o autor

JobConvo

A JobConvo foi desenvolvida para crescer com a sua empresa – fornecendo os recursos e a flexibilidade de que você precisa em cada estágio. Se a sua empresa possui 1 ou 10.000 funcionários, pode contar conosco. Atualmente nossas soluções abrangem plataforma de Gestão para Processos de Recrutamento e Seleção e admissão digital, onde você pode gerir todo o processo com um sistema com inteligência artificial.

Idiomas

Sobre a JobConvo

Plataforma Líder em Gestão para Processos de Recrutamento e Seleção

  • Crie requisições;
  • Personalize e automatize as etapas dos processos;
  • Compartilhe as vagas em diversos canais;
  • Aplique testes técnicos;
  • Faça o Fit Cultural e a tendência de comportamento dos candidatos;
  • Analise as vídeo entrevistas;
  • Compartilhe os finalistas com gestores;
  • Analise os relatórios;
  • Faça a admissão digital.

Saiba mais