Como a Jornada de Trabalho de 4 Dias está funcionando pelo mundo

Como a Jornada de Trabalho de 4 Dias está funcionando pelo mundo

Depois de aplicada em algumas cidades da Europa, muito tem se falado da jornada de trabalho de 4 dias, que nada mais é do que a tentativa de mudar a rotina de trabalho com o foco na produtividade.

Se você ainda não tem conhecimento do assunto ou não sabe de detalhes, esse conteúdo é uma ótima opção, pois aqui, abordaremos tudo o que é preciso saber sobre o tema e como ela está sendo aplicada no Brasil e no mundo.

Boa leitura!

 

plano-gratis-jobconvo

 

Como surgiu a jornada de trabalho de 4 dias?

A jornada de trabalho de 4 dias não é um tema abordado recentemente, na verdade, ele está em pauta a alguns anos, pelo menos, a 7 anos.

Em 2018, por exemplo, a Perpetual Guardian decidiu aderir um projeto-piloto com o objetivo de aplicar a ideia de 4 dias trabalhados na semana de forma pública.

Entretanto, ela só foi levada a sério de verdade durante a pandemia do coronavírus. Durante o período colaboradores passaram a fazer parte do serviço na empresa em home office.

A partir de então, diversas organizações começaram a repensar alguns aspectos do trabalho, como:

  • A produtividade do colaborador está mesmo ligada a quanto tempo ele trabalha?
  • Qual seria o impacto no ambiente se milhões de pessoas não se deslocassem diariamente nas ruas para ir ao trabalho?
  • Houve economia de insumos, água e energia durante o período?
  • Estar no ambiente de trabalho, significa, de fato, que todos estão trabalhando?

Como é que funciona a jornada de trabalho de 4 dias?

A jornada de trabalho de 4 dias, é uma nova modalidade de rotina de trabalho que tem como foco dar ao trabalhador mais tempo para descansar, com o intuito de aumentar a produtividade nos 4 dias de trabalho.

O objetivo aqui é que exista 4 dias de trabalho e 3 de descanso, mantendo o mesmo salário para os trabalhadores. Assim, a média de horas de trabalho na semana seria de 32 e não mais 40.

Quais são os benefícios de aderir à jornada de trabalho de 4 dias?

– Área ambiental:

Se a jornada de trabalho diminui, a redução de veículos circulando é naturalmente menor, principalmente devido ao dia de folga extra.

Inclusive, um estudo feito pelo Reino Unido em 2021 apresentou que a partir da semana de 4 dias, foi possível diminuir em 21% a emissão de carbono.

Isso, segundo a pesquisa, equivaleria a 27 milhões de carros fora das ruas. Assim, a prática da nova jornada irá ajudar o país e chegar à meta climática que foi estabelecida.

– Área social:

Uma pesquisa feita pela Universidade de Tecnologia de Auckland apontou que aconteceu um aumento de 24% no equilíbrio da vida pessoal e profissional dos colaboradores com a mudança da jornada de trabalho.

Desta forma os colaboradores podem aumentar a conexão com outras pessoas e desfrutar mais dos momentos em família.

Além disso, com uma jornada de trabalho menor, a família passa a compartilhar mais entre os membros os cuidados da família como um todo. Isso acontece porque os colaboradores acabam tendo mais tempo para se dedicar a família e aproveitar os momentos.

– Área corporativa:

Por fim, é claro que os benefícios dentro da organização também são significativos. Inclusive, a empresa acaba gerando mais lucro com a jornada de trabalho de quatro dias.

As empresas participantes dessa jornada relataram um aumento de 18% no engajamento entre os funcionários se comparado aos anos de 2017 e 2021.

Além disso, os colaboradores se mostraram mais comprometidos com os prazos de entregas de serviços, além de melhorar o relacionamento interpessoal entre a equipe e outros setores.

Por fim, vale a pena mencionar apresentar alguns dados da Day Week:

  • 78% dos funcionários estão se sentindo mais felizes e se sentem menos estressados no ambiente de trabalho;
  • 63% dos negócios tiveram maior facilidade para reter talentos devido à rotina.

Esses são dados apresentados por empresas europeias, do Brasil, falaremos agora abaixo.

Como funciona a semana de 4 dias no Brasil?

No Brasil a jornada de trabalho de 4 dias ainda não é comum, onde poucas empresas pegaram a onda dos europeus e começaram a aplicar.

A Zee.Dog, uma empresa focada em artigos de pets, decidiu criar um dia da semana de folga para todos a partir de 2020. Desde então, a empresa viu o percentual de produtividade aumentar em 20%.

Já a Crawly, uma startup de extração de dados, localizada em Minas Gerais, adotou também a prática. Entretanto, diferente de outros modelos, a empresa abriu as portas em 2017 e aderiu desde então a jornada de 4 dias.

Segundo o gestor da empresa, Pedro Naroga, o comportamento da empresa de aumentar o final de semana para três dias, ajudou a organização a receber muitos currículos de profissionais.

Além disso, o turnover da empresa acabou diminuindo de forma significativa, onde hoje, é muito raro alguém pedir para sair.

Quais são os países que aderiram até o momento a jornada de trabalho de 4 dias?

Mesmo que esteja em estágio de teste, muitos países já começaram a aplica-la com o intuito de entender qual seria o melhor cenário para a aumentar a produtividade da empresa. Abaixo, abordaremos um pouco sobre eles:

– Bélgica:

Na Bélgica a jornada de trabalho de 4 dias começou a ser aplicada, mas, não é uma obrigação para os colaboradores. Na verdade, as empresas estão dando a opção de escolha para quem deseja trabalhar 4 ou 5 dias.

No país a jornada de trabalho já não é como acontece em outros, pois o colaborador tem a autonomia para escolher o quanto deseja trabalhar. A jornada semanal atualmente exige que sejam trabalhados 38 horas.

Entretanto, caso o trabalhador queira fazer mais horas ou tirar uma folga na semana seguinte, ele pode trabalhar até 45 horas e depois deduzir a quantia a mais na semana seguinte.

 – Emirados Árabes:

O Emirados Árabes foi o primeiro país a adotar a jornada de trabalho de 4 dias. Diferente de outros países, aqui já é uma regra e ela entrou em vigor em janeiro de 2022 para todas as empresas públicas.

Por outro lado, as empresas privadas que estão localizadas no país não têm a obrigação de aderir o modelo e fica por escolha do empresário.

– Estados Unidos:

No estado da Califórnia, existe um projeto de lei, que visa diminuir a carga de trabalho de 40 horas para 32. Entretanto, a lei só deve ser aplicada em empresas que tem mais de 500 funcionário e sem corte de salário.

A lei ainda está em andamento na Assembleia Legislativa do estado e visa colocar em prática a jornada de 4 dias, depois dos testes realizados na Islândia entre os anos de 2015 e 2019.

O objetivo é que, com essa modificação, a qualidade de vida dos trabalhadores sejam maiores.

– Islândia:

A Islândia é um dos países mais antigos que começaram a implementar a ideia. Desde 2015 a empresa aderiu ao modelo, mas, apenas como teste, totalizando apenas 1% da população dentro da jornada de 4 dias.

A ideia se manteve até 2019, onde o país começou a aderir uma jornada semanal de 35 ou 36 horas, deixando de lado a opção de 40 horas semanais para as empresas.

– Escócia:

A Escócia se tornou a mais nova integrante do modelo e destaca que está passando apenas por uma fase de testes com a jornada de 4 dias.

O interessante é que o governo não obrigou nenhuma empresa a aderir, mas sim realizar testes para avaliar os possíveis resultados.

As empresas que decidirem participar do teste irá receber do governo um aporte de £ 10 milhões. Nada mal né?

Empresas que aderiram à jornada de trabalho de 4 dias

Apesar do país, como uma regra, não tenha aderido à implementação de 4 horas na jornada de trabalho, algumas empresas decidiram ser pioneiras e começaram a aplicar as técnicas por conta própria.

A Unilever da Nova Zelândia, por exemplo, realizou testes em 2020 e manteve a aplicação desde então. Enquanto isso, a Shake Shack, empresa de fast-food americana, reduziu a jornada para 32 horas semanais. O projeto manteve o salário dos funcionários e impactou 33% das filiais.

No Japão a técnica não é obrigação também, mas existem empresas que estão aderindo ao modelo, como é o caso da Microsoft localizada no país. Eles aderiram ao modelo em 2019. A aplicação resultou em um aumento de 40% de produtividade entre os funcionários.

Por fim, a Panasonic anunciou que a jornada de trabalho se tornaria de 4 dias para os funcionários que gostariam de aderir ao modelo, sem obrigar ninguém a aderir, caos não tenha interesse.

 

 

Entender o conceito da jornada de 4 horas de trabalho e como ela foi aplicada é um passo fundamental para ajudar o seu negócio a desenvolver estratégias que ajude na produtividade do colaborador, não focando somente na quantidade de tempo que ele está no escritório, mas sim, o quão produtivo ele está sendo.

Muitas empresas implantaram a técnica e tiverem diversos benefícios, mas, cada negócio precisa adaptar a estratégia de acordo com a própria realidade e os resultados que buscam.

Gostou do artigo? Compartilhe com os amigos e caso tenha ficado alguma dúvida sobre o assunto, deixe uma mensagem no espaço dos comentários para que possamos te ajudar. Até mais!

 

plano-gratis-jobconvo

Sobre o autor

JobConvo

A JobConvo foi desenvolvida para crescer com a sua empresa – fornecendo os recursos e a flexibilidade de que você precisa em cada estágio. Se a sua empresa possui 1 ou 10.000 funcionários, pode contar conosco. Atualmente nossas soluções abrangem plataforma de Gestão para Processos de Recrutamento e Seleção e admissão digital, onde você pode gerir todo o processo com um sistema com inteligência artificial.

Newsletter BR

Pesquisa Vagas

Vagas Tech

PodCast

Sobre a JobConvo

Plataforma Líder em Gestão para Processos de Recrutamento e Seleção

  • Crie requisições;
  • Personalize e automatize as etapas dos processos;
  • Compartilhe as vagas em diversos canais;
  • Aplique testes técnicos;
  • Faça o Fit Cultural e a tendência de comportamento dos candidatos;
  • Analise as vídeo entrevistas;
  • Compartilhe os finalistas com gestores;
  • Analise os relatórios;
  • Faça a admissão digital.

Saiba mais