Um gerenciamento eficiente de recursos humanos não engloba apenas ter uma liderança forte que saiba entregar bons resultados. É preciso ter uma visão estratégica sobre os membros de toda a equipe, criando oportunidades para que eles se desenvolvam e sejam valorizados. Além disso, ainda existem outras questões importantes como promover o engajamento dos colaboradores, melhorar o desempenho, etc. Por isso, a prática de gestão de pessoas é crucial para as empresas.

Afinal, toda organização é composta por pessoas, com características e  personalidades diferentes. O RH deve entender como fazer com que cada colaborador se desenvolva e ofereça melhores resultados, sendo uma peça fundamental para os negócios.

Para descobrir tudo sobre as práticas de gestão de pessoas, continue acompanhando e veja um guia completo sobre o assunto.  

O que é gestão de pessoas?

A gestão de pessoas é um conjunto de práticas, metodologias, técnicas, políticas e habilidades que visam administrar os comportamentos internos e potencializar o capital humano da empresa. É uma área que utiliza técnicas de recursos humanos para conciliar os objetivos dos colaboradores com os objetivos organizacionais. Ela é constantemente confundida com o setor de Recursos Humanos. Mais à frente explicaremos a diferença entre os dois.

Para realizá-la com sucesso, os profissionais (gestores ou diretores) devem estar em sintonia com as equipes e acompanhá-las de perto para entender quais são os perfis existentes e se eles se encaixam na cultura da empresa, para então promover ações de engajamento mais assertivas, que irão motivar os colaboradores e contribuir para o seu desenvolvimento. É importante lembrar que essas ações precisam estar alinhadas com o planejamento estratégico da organização.

Veja abaixo os principais objetivos da gestão de pessoas:

  • Criar uma relação positiva entre os colaboradores e a liderança, gerando um clima de confiança mútua;
  • Aumentar a satisfação dos colaboradores;
  • Contribuir para a otimização da produtividade, resultando no avanço dos negócios;
  • Promover o desenvolvimento de uma cultura de alto desempenho;
  • Fazer com que a empresa conte com uma equipe de sucesso: bem qualificada, engajada e de alta performance.

Como surgiu a gestão de pessoas?

A partir do século XIX, começaram a surgir os primeiros departamentos pessoais. No entanto, diferente de como podemos encontrar atualmente, o setor tinha apenas responsabilidades relacionadas a mensurar custos e lidar com documentos. Os funcionários não eram valorizados, sendo vistos apenas como um ativo contábil da organização.

Com o passar do tempo, houve a criação da CLT (Consolidação das Leis do Trabalho). Dessa forma, as empresas precisaram passar a se preocupar em seguir as leis trabalhistas e ter um responsável para acompanhar os colaboradores e verificar se tudo concordava com a legislação. 

Após isso, o setor continuou evoluindo. A partir da década de 70, ele passou a focar nas pessoas, deixando de apenas realizar tarefas operacionais e burocráticas. Relações humanizadas e planejamentos estratégicos começaram a surgir focando na retenção de talentos e no desenvolvimento dos colaboradores. É aqui que começa a surgir o início da gestão de pessoas. 

Qual a diferença entre recursos humanos e gestão de pessoas?

Como abordamos anteriormente, é comum que as pessoas confundam o setor de recursos humanos com a gestão de pessoas. A diferença entre as duas áreas está em seus processos. O segmento de RH lida com recrutamento e seleção, plano de carreira, avaliação de desempenho, clima organizacional, etc. Além disso, também há processos que envolvem a qualificação, orientação e desenvolvimento dos colaboradores.

Já a gestão de pessoas, é uma área dentro do RH focada em facilitar o crescimento e a contribuição de cada colaborador para a empresa. A área fica responsável pelo envolvimento, capacitação, participação e desenvolvimento das pessoas na empresa, visando sempre humanizar as relações no trabalho. Os processos englobados são: desenvolvimento de equipe, comportamento organizacional, comunicação interpessoal, motivação dos colaboradores, liderança, etc. 

Com essas tarefas, os profissionais da área entendem que cada ser humano é único e possui características próprias, como já abordamos aqui. É preciso trabalhar as competências de cada colaborador e desenvolvê-las em conjunto com as estratégias da empresa.

Qual a importância da gestão de pessoas na organização?

A importância da gestão de pessoas nas empresas se dá pelo fato de que as pessoas são os ativos mais importantes de uma organização. São elas a peça fundamental para o avanço e crescimento dos negócios. Com os funcionários motivados e se sentindo valorizados, a empresa passa a ter uma boa retenção de talentos, reduzindo também a taxa de turnover. 

A grande verdade é: os benefícios financeiros são importantes, mas deixaram de ser o único atrativo que atrai talentos e desperta o interesse dos colaboradores. Novas possibilidades de crescimento, valorização, líderes abertos para ouvir, liberdade de escolhas, dentre outros fatores, passaram a ser fundamentais no mercado.

Com isso, entram as estratégias de gestão de pessoas, onde os gestores identificam como está a motivação de sua equipe e como podem melhorá-la para extrair melhores resultados. Veja os principais benefícios que ela proporciona:

  • Processo seletivo mais eficiente;
  • Melhoria do ambiente de trabalho;
  • Aumento da motivação e produtividade;
  • Vantagem competitiva no mercado;
  • Redução de custos (proveniente de um melhor aproveitamento de tempo, diminuição de contratações erradas, etc.).

Contudo, para essa atuação ter êxito, é preciso entender alguns pilares importantes. Continue acompanhando para descobrir quais são!

Conheça os pilares da gestão de pessoas

Veja abaixo quais são os pilares da gestão de pessoas:

Motivação

Um dos pilares principais é a motivação. Afinal, é um fator que faz com que os colaboradores deem o seu melhor no trabalho e ofereçam resultados de qualidade constantemente. O gestor deve saber identificar quando a equipe está desmotivada e agir com ações estratégicas para reverter a situação. Uma das soluções é oferecer aquilo que o colaborador está buscando em sua carreira para que ele seja incentivado.

Esse estímulo pode ser financeiro, um projeto novo, um plano de carreira consistente, benefícios diferenciados, bonificação por meta atingida, entre outros. O objetivo aqui é encontrar qual fator será importante para que o colaborador volte a estar empenhado com seu trabalho.

Comunicação

A comunicação é um elemento crucial para fazer com que tudo seja realizado com sucesso. Sem a base da comunicação, a empresa pode sofrer muitos prejuízos, como erros, desentendimentos, interpretações erradas, projetos mal-executados, etc. Afinal, uma comunicação clara, transparente e sem hierarquias, faz com que os colaboradores desenvolvam o senso de pertencimento e de “dono”, entendendo serem uma parte fundamental da empresa.

Nas estratégias, é importante desenvolver a cultura de feedback, pois ela irá melhorar a comunicação entre líderes e colaboradores. Isso irá aumentar a confiança nas relações, o que irá proporcionar melhores resultados. 

Trabalho em equipe

O trabalho em equipe é um ponto forte a ser destacado na gestão de pessoas. Afinal, ele é um diferencial nas empresas. Isso porque cada colaborador possui vivências e personalidades diferentes. Portanto, os gestores devem criar um ambiente em que essa cultura seja promovida, bem como utilizar ferramentas que possam incentivar isso.

Algumas práticas podem ser aplicadas: fortalecer a interação entre a equipe, promover dinâmicas, encorajar o espírito colaborativo, entre outras. Com isso, é possível destacar o potencial de cada um e conscientizar os colaboradores que em equipe eles podem ser mais ágeis e eficientes para alcançar os objetivos da empresa.

Conhecimento e competência

Para ter uma gestão de pessoas eficiente, é imprescindível que haja a valorização do conhecimento técnico e do desenvolvimento de novas competências. Isso não só irá maximizar os resultados dos negócios, como também irá manter os colaboradores motivados. A possibilidade de crescimento e aprendizado é um dos fatores que aumenta o engajamento da equipe. 

Os gestores devem avaliar cada funcionário e analisar quais são as lacunas existentes. Dessa forma, eles poderão saber quais competências precisam ser desenvolvidas, sejam hard skills ou soft skills. Uma das práticas em que esse processo pode ser realizado é por meio da avaliação de desempenho, que deve ser realizada periodicamente. 

Treinamento e desenvolvimento

Em conjunto com a avaliação de desempenho, está o treinamento e desenvolvimento. Afinal, após identificar as competências que devem ser desenvolvidas, é preciso promover os meios para que isso aconteça. Esse é um pilar que beneficia ambos os lados: a empresa incentiva a busca de conhecimento, o colaborador se aprimora profissionalmente e, consequentemente, a empresa irá colher frutos positivos nos resultados dos negócios, pois o conhecimento será aplicado no trabalho de forma eficiente. 

Neste processo, é importante sempre conversar com os funcionários para entender o que eles acreditam que precisa ser ensinado, no que eles desejam se aprimorar e quais são os gaps existentes em suas rotinas de trabalho. Isso pode englobar desde um treinamento para aprender a utilizar um software e até mesmo treinamentos comportamentais para desenvolver as soft skills.

A gestão estratégica de pessoas

Como já abordamos aqui, com o passar do tempo, as áreas de Recursos Humanos e DP deixaram de ser totalmente burocráticas e passaram a ser altamente estratégicas. O gerenciamento estratégico de pessoas se tornou essencial no mercado corporativo atual. Desenvolver pessoas, sugerir melhorias, utilizar ferramentas tecnológicas, entre outras práticas, são meios de valorizar o capital humano, entendendo que este é o caminho para se destacar no mercado. 

Sempre lembre que os talentos atuais estão à procura de empresas que ofereçam um employee experience atrativo. Portanto, colocar em prática os pilares que foram citados aqui, buscando constantemente maneiras de desenvolver, engajar e motivar os colaboradores, é o caminho para o sucesso.

Como aplicar a gestão de pessoas na empresa?

Para aplicar a gestão de pessoas em sua empresa, é primordial que haja um bom planejamento. É preciso identificar os objetivos da gestão e alinhá-los com os da empresa. Por exemplo, proporcionar o bem-estar dos colaboradores, aumentar a produtividade e desenvolver os recursos humanos, são focos que devem acompanhar os gestores durante todo o processo.

Além disso, não podemos esquecer que o projeto precisa ser um trabalho com o apoio da alta liderança para obter o sucesso esperado. O RH irá aplicar e monitorar todos os pontos definidos no planejamento para que possíveis manutenções sejam efetuadas.

Nos próximos tópicos, iremos abordar algumas práticas essenciais para atingir resultados mais eficientes neste processo. Continue acompanhando!

5 melhores práticas de gestão de pessoas

Confira agora as melhoras práticas para uma gestão de pessoas de sucesso:

1. Ajude a promover um bom clima organizacional

O clima organizacional tem grande influência nos resultados de uma empresa e no engajamento dos colaboradores. Por exemplo, um líder autoritário que faz com os funcionários tenham medo de serem demitidos, torna o ambiente pesado e faz com que as pessoas estejam sempre preocupadas. Esses fatores afetam a produtividade e a qualidade dos resultados. Portanto, promover um ambiente de trabalho leve, saudável e harmonioso, é uma prática fundamental neste processo. 

2. Ouça os colaboradores

Ouvir o que os colaboradores da empresa têm a dizer irá melhorar as relações com superiores, além de aumentar a credibilidade entre ambos os lados. Dessa forma, cada profissional irá entender que é uma peça importante para que a empresa funcione com sucesso e alcance seus objetivos. 

No entanto, é importante lembrar que não se trata apenas de ouvi-los, mas sim procurar as devidas soluções continuamente (na medida do possível). Esse relacionamento onde os colaboradores podem opinar e dar sugestões, deve ser desenvolvido para ter uma boa gestão de pessoas. 

Uma das ferramentas que contribuem para isso é o feedback. Ele é uma ótima alternativa para entender o que a equipe está pensando sobre a empresa e quais soluções podem ser tomadas para melhorar as falhas. Como consequência, os conflitos no ambiente de trabalho irão diminuir.

3. Faça o alinhamento da equipe com a cultura organizacional

Funcionários competentes e com qualidades atrativas podem não ser tão eficientes na empresa se não se encaixarem na cultura organizacional. Caso o perfil de um profissional não tenha compatibilidade com a cultura, será muito mais difícil caminhar com a mesma direção e objetivo. Isso porque é preciso que uma equipe carregue os mesmos valores para alcançar metas e obter os resultados esperados. 

Vale lembrar que isso é fundamental não só na manutenção da equipe, mas também durante o processo de recrutamento e seleção de candidatos.

4. Invista na atração de talentos

A atração de talentos é o processo em que ferramentas são utilizadas para que os melhores profissionais do mercado sejam atraídos para trabalhar na organização. Ele é essencial para que a empresa se destaque no mercado. Não só isso, mas é importante lembrar que com os talentos certos, os benefícios são muitos: melhora do clima organizacional, aumento de produtividade, avanço dos resultados, etc.

Para promover a atração de talentos, todo o processo de recrutamento e seleção precisa ser analisado, principalmente as etapas de descrição da vaga e divulgação. Oferecer um bom employee experience, ter um pacote de benefícios atraente e um bom clima organizacional, também são fatores importantes na atração. Todos esses pontos irão fortalecer a imagem positiva da empresa, fazendo com que ela seja conhecida no mercado como um bom lugar para trabalhar, ou até mesmo como o “trabalho dos sonhos”.

5. Invista em tecnologias

Não há dúvidas de que a tecnologia é uma grande aliada da gestão de pessoas. Existem diversas soluções eficientes no mercado de softwares, plataformas e ferramentas que são utilizadas para automatizar os processos do RH. 

Por exemplo, todas as atividades que eram burocráticas (admissão, folha de pagamento, controle de férias, desligamentos, etc.) passaram a ser realizadas com muito mais agilidade e eficiência. Tudo isso com a utilização de softwares online, que reduz o tempo gasto e dá mais tempo aos gestores para investirem em ações estratégicas, ou seja, investirem na gestão de pessoas. 

Além de todas as práticas citadas aqui, não podemos esquecer de outras que também são fundamentais:

  • Elaborar um bom plano de cargos e salários;
  • Criar incentivos e premiações;
  • Estabelecer um plano de carreira;
  • Identificar continuamente as dificuldades de gerenciamento.

Quais erros evitar na gestão de pessoas?

Por fim, listamos alguns erros que podem ser evitados na gestão de pessoas. Confira abaixo:

  • Falta da elaboração de planejamento alinhado com os objetivos organizacionais;
  • Focar apenas em resultados, permitindo que os líderes passem por cima da gestão de pessoas e gerem problemas internos;
  • Ter problemas na comunicação interna;
  • Ter processos de recrutamento e seleção mal definidos e pouco eficientes, selecionando os candidatos errados (o que consequentemente aumenta a taxa de rotatividade da empresa);
  • Não utilizar indicadores de avaliação, que são ferramentas que auxiliam a realizar ações mais assertivas na gestão de pessoas (ex: avaliação de competências, nível de produtividade, ROI de treinamentos, taxa de absenteísmo, taxa de turnover, etc.);
  • Não investir em treinamentos de capacitação e desenvolvimento.

Agora você já sabe tudo sobre gestão de pessoas e quais são os passos para aplicá-la com sucesso em sua empresa. Uma das etapas que abordamos aqui é a de investir em tecnologias que irão auxiliar neste processo.A JobConvo, por exemplo, possui um software de gestão que auxilia em todo o processo de recrutamento e seleção, contribuindo para uma melhor atração de talentos. Se você deseja melhorar os resultados de sua empresa no R&S, solicite uma demonstração GRATUITA do software JobConvo. Basta clicar aqui!