O Mapeamento de Competências no Desenvolvimento de Times Profissionais

O Mapeamento de Competências no Desenvolvimento de Times Profissionais

Ao estruturar um negócio, melhorar um processo, ou evoluir um setor, é preciso pensar em todas as áreas que o compõe, dos materiais necessários aos profissionais envolvidos, passando por tudo aquilo que vai garantir sua solidificação. Afinal, ao determinarmos nossos objetivos, sejam eles pessoais ou profissionais, sabemos que existem ações imprescindíveis a ser realizadas para alcança-los.

Uma dessas ações, talvez a mais importante, está pautada em escolher as pessoas certas para compor sua equipe. Essas pessoas serão responsáveis por concretizar a sua visão evolutiva e elas podem ser o fator decisivo do sucesso de um novo projeto.

 

Introdução

Por exemplo, pense em um filme de roubo, tal qual onze homens e um segredo. Neste filme, todo o plot se resume a roubar algo valioso de um local demasiadamente seguro e perigoso. Durante essa missão, as personagens são constantemente submetidas a situações adversas que fogem ao plano inicial e ameaçam o sucesso da missão. Portanto, para que sejam bem-sucedidos, eles precisam de um time que combine as habilidades ideais capazes de superar tais obstáculos, eles precisam das pessoas certas.

Sendo assim, você deve estar se perguntando, como faço para escolher essas tais pessoas certas?

Bem, o primeiro passo é determinar o que cada setor do seu negócio precisa para atingir seus objetivos e em seguida você deve entender o que cada um dos seus colaboradores oferece nesse contexto. Então, por fim, você pode trabalhar e estimular as competências ideias, ou até mesmo desenvolvê-las, em cada um dos membros das equipes, afim de aloca-los no melhor lugar possível dentro do seu ecossistema profissional.

Para entender melhor, competência é um conceito utilizado em administração e recursos humanos para se referir à capacidade de uma pessoa de realizar determinada atividade. Ela reúne conhecimento teórico, habilidade e atitude (CHA). E entender quais competências uma pessoa possui, ajuda a criar ambientes e times que façam mais sentido para ela. Resultando em um desenvolvimento pessoal capaz de beneficiar a produtividade profissional.

Esse processo de identificação e desenvolvimento de características profissionais consiste no mapeamento de competências, e é exatamente sobre isso que vamos falar neste artigo.

 

plano-gratis-jobconvo

 

Como Começar

A primeira etapa do mapeamento envolve a criação de uma lista das competências mais relevantes dentro de cada setor da sua empresa. Crie a lista de forma bem descritiva, mas mantendo a objetividade.

Assim, para cada cargo ou função da empresa, você poderá associar um conjunto de competências bem definido, e encontrar os profissionais que se adequam mais perfeitamente aquela posição.

 

Objetivos

Uma vez determinadas as listas de competências relevantes a cada cargo, inicia-se o processo de adequação.

Para garantir que as competências indicadas serão desenvolvidas nos espaços ao qual foram destinadas é preciso metrificar. Ou seja, estabelecer as metas e objetivos pertinentes a cada setor, comunica-las a toda equipe diretamente e então, aplicar ferramentas capazes de medir seu desempenho.

Forneça indicadores comportamentais para orientar os seus colaboradores. Pois eles são as descrições de características perceptíveis que constatam as competências dos profissionais, definindo hard skills e soft skills da forma mais clara e concisa possível.

 

Avaliação

Agora que expectativas e competências estão definidas e alinhadas com toda a equipe, é hora de saber individualmente o que cada um de seus colaboradores oferece para organização.

Essa etapa precisa ser pautada em estratégias pensadas para recolher informações completas de cada membro da equipe. Isso é essencial para a eficácia do processo.

Afim de realizar essa avaliação você pode, por exemplo, aplicar questionários aos colaboradores, com questões desenvolvidas especificamente para esse fim, preparadas para obter todas as informações necessárias dos colaboradores.

Mas, normalmente a técnica de questionário não é completa se aplicada sozinha, pois existem características que o colaborador pode não ter consciência sobre. Nesse caso, algumas estratégias utilizadas em entrevistas podem ser o ideal.

Entrevista comportamental ou situacional: também conhecida como técnica STAR ― Situação, Tarefa requerida, Ações tomadas e Resultados obtidos, trata-se de fazer perguntas que induzam o colaborador a falar de situações passadas no trabalho anteriormente e como ele lidou com elas.

Entrevista estruturada: confiável e de fácil aplicação. Consiste em perguntas desenvolvidas estrategicamente para trazer à tona características específicas do entrevistado.

Entrevista não estruturada: um pouco menos confiável e mais difícil de analisar do que uma entrevista estruturada, porém permite mais liberdade ao entrevistado por se tratar de um bate-papo mais espontâneo, dando mais abertura para expressão pessoal, trazendo mais naturalidade a interação.

Todas essas estratégias podem contribuir para que você identifique as competências dos seus profissionais. O ideal é que você, com base no seu conhecimento prévio dos seus funcionários escolha a técnica que melhor se aplica aquele indivíduo, buscando colher do máximo de fontes possíveis suas informações.

 

Análise

Enfim, todas as informações coletadas, o que fazer agora?

 

É hora de analisar os resultados. A análise dos resultados é o que transforma as informações coletadas em conhecimento, e esse conhecimento pode então se transformar em decisões estratégicas.

Esses resultados são importantes para entender quais profissionais podem se sair melhor em cargos de gestão ou como especialistas. Eles apresentam o posicionamento de cada colaborador em relação a cada habilidade, facilitam a estruturação das equipes e também a elaboração de planos de carreira.

A análise que é feita cruzando as informações coletadas faz com que o RH tome decisões mais eficazes no que diz respeito a todas as suas áreas de intervenção, sejam treinamentos, contratações ou eventuais demissões.

Uma forma de análise interessante é a aplicação do perfil comportamental. Essa técnica é um exemplo analítico de indicativo da ação dos indivíduos.

Entender o comportamento de suas equipes profissionais a partir do perfil de cada integrante do time ajuda a prever seu desempenho em um momento de crise, por exemplo. Assim, a análise desses perfis torna o mapeamento de competências mais claro. Há quatro tipos de perfis comportamentais:

Comunicador: boa capacidade de adaptação, se destaca em cargos com mais dinamismo e autonomia.

Executor: forte senso de liderança, bom em gerir, determinado e gosta de assumir riscos.

Planejador: estrategista, costuma manter a calma e o equilíbrio até nas situações mais desafiadoras.

Analista: comprometido com o trabalho, se destaca em questões intelectuais, é observador e tende a apresentar soluções de forma rápida.

Essa ferramenta é muito valiosa para avaliar tanto questões técnicas quanto de comportamento e inteligência emocional de seu time, se aplicada corretamente pode ser um aliado implacável da fase de análise do mapeamento de competências.

 

Previsão

Mapeamento de competências feito. Você já sabe as competências presentes em cada setor da sua organização e quais agregar por meio de treinamentos e processos seletivos. Agora você pode planejar o futuro.

Pensando nas constantes evoluções do mercado, incorpore nos seus planos estratégicos as tendências do amanhã, estimule as competências que contribuam para um plano de futuro e busque eliminar aquilo que é obsoleto e que acaba engessando os processos da sua empresa em um tradicionalismo falido.

Construa equipes e desenvolva talentos que estarão preparados para lidar com as exigências de um mercado de consumo que ainda está por vir, mas que não está tão longe assim. Dessa forma você fortalece o seu empreendimento e garante evolução para toda sua estrutura profissional.

 

Os benefícios

Ter um mapa de competências facilita o entendimento e a comunicação entre todos os componentes de uma organização. Pois alinha as expectativas da gestão com as habilidades dos colaboradores, permite identificar e cultivar os grandes talentos, torna os treinamentos pertinentes e ressignifica o valor das avaliações de desempenho tornando-as mais objetivas e claras.

Além disso, o mapeamento permite que o RH tome decisões assertivas.

Por fim, realizando todas essas etapas na sua empresa, você certamente terá equipes preparadas para se manter à frente da concorrência e enfrentar qualquer adversidade. Esta é uma forma de identificar e trabalhar os pontos fortes dos seus talentos e com certeza apresenta resultados tanto do ponto de vista produtivo da empresa como do desenvolvimento pessoal dos colaboradores.

 

plano-gratis-jobconvo

Sobre o autor

JobConvo

A JobConvo foi desenvolvida para crescer com a sua empresa – fornecendo os recursos e a flexibilidade de que você precisa em cada estágio. Se a sua empresa possui 1 ou 10.000 funcionários, pode contar conosco. Atualmente nossas soluções abrangem plataforma de Gestão para Processos de Recrutamento e Seleção e admissão digital, onde você pode gerir todo o processo com um sistema com inteligência artificial.

Newsletter BR

Pesquisa Vagas

Vagas Tech

PodCast

Sobre a JobConvo

Plataforma Líder em Gestão para Processos de Recrutamento e Seleção

  • Crie requisições;
  • Personalize e automatize as etapas dos processos;
  • Compartilhe as vagas em diversos canais;
  • Aplique testes técnicos;
  • Faça o Fit Cultural e a tendência de comportamento dos candidatos;
  • Analise as vídeo entrevistas;
  • Compartilhe os finalistas com gestores;
  • Analise os relatórios;
  • Faça a admissão digital.

Saiba mais