Os Erros Mais Comuns dos Recrutadores na Hora da Entrevista

5 (100%) 1 vote

Os recrutadores podem diminuir sua qualidade de contratação ao não prestar atenção à esses erros comuns

A entrevista com o candidato é o momento que você tem a chance de avaliar o candidato e aprender mais sobre as experiências passadas dele para poder ter uma melhor previsão de como ele se sairá na função dentro da sua organização.

Por exemplo, se você está procurando por algum profissional de vendas, você pode perguntar qual foram as maiores dificuldades dele exercendo a profissão e também, porque ele acha que tem um bom perfil de vendas. Respostas à essas perguntas vai lhe dizer bastante sobre as habilidades, competências, como ele define sucesso e como provavelmente se ele vai ser dar bem e terá uma alta performance na sua empresa. Nenhuma técnica de entrevista é 100% correta e sem chances de erros, mas vale a pena tentar os diversos métodos para tentar determinar qual que ajuda a aumentar a sua qualidade de contratação. Porém, deve ser feito corretamente para você ter os melhores resultados.

Preparamos para você os erros mais comuns feitos pela equipe de recursos humanos na hora da entrevista.

Focar demais nas competências.

Um candidato com um alto nível de conhecimento e habilidades não necessariamente se encaixa em todas as empresas, se o fit cultural não for bom, pode ser que não seja sucedido dentro de uma empresa. Assim como um candidato que está sempre querendo feedback de seus superiores talvez não se dê muito bem em um ambiente de trabalho mais autônomo o qual seu chefe viaja constantemente. O fit cultural é tão importante quanto o fit das competências e é necessário avaliar os dois lados da moeda antes de decidir para qual candidato você fará a proposta.

O que você pode fazer é aplicar o teste de fit cultural durante o processo seletivo antes do momento de entrevista. Se essa etapa acontecer antes da entrevista, vai ajudar a ver quais são os valores dos candidatos e quais combinam com os valores da empresa. Na hora da entrevista você pode, também, fazer perguntas que envolvam um pouco o fit cultural da empresa. Essas questões podem se relacionar com os pilares da organização e também da dinâmica de trabalho da equipe a qual ele está fazendo o processo de seleção.

Fazer perguntas muito específicas

Incluir perguntas muito específicas pode fazer com que o seu candidato sinta muita dificuldade em achar a resposta apropriada, o que pode deixá-lo nervoso e inseguro. Situações muito particulares que não necessariamente todos que praticam a profissão necessariamente já tenham passado por ela como, por exemplo, algum momento que teve que lidar com um cliente muito exigente e brabo sem ter algum superior disponível, o que fez para resolver e o que poderia ter feito.

O ideal é manter suas perguntas simples e abrangentes com outras seguidas que fazem sentido para que você consiga desenvolvê-las e aprender mais sobre seu candidato. Na mesma situação acima, você pode começar aos poucos perguntando se o indivíduo já teve que lidar com cliente daquele perfil e, se sim, contar como foi e depois aos poucos desenvolvendo as perguntas e respostas de um jeito natural com a mesma intenção que havia previamente.

Não elaborar as perguntas anteriormente

Chegar numa entrevista sem a sua lista de perguntas preparadas pode causar alguns danos. Você talvez não lembrará de fazer as perguntas certas, por não saber como incluir durante a conversa com o candidato ou simplesmente por ter esquecido de perguntar algo importante. Provavelmente cada candidato passará por diferentes perguntas e avaliar e comparar todos com perguntas diferentes pode ser bem difícil e desvantajoso para os candidatos que não tiveram a chance de responder as perguntas importantes.

Você deve separar um tempo para elaborar as perguntas para entrevista que vai te ajudar a aprender mais sobre o indivíduo, que fazem sentido com a vaga e vão lhe ajudar a ter uma noção maior do fit dele com a vaga e sua organização. Crie um processo de entrevistas estruturado onde os candidatos passem pelo o mesmo processo e sejam perguntados as mesmas perguntas. Um método que pode se aplicado nessa fase são as entrevistas gravadas online, onde você monta as sequências de perguntas e programar a quantidade de tempo que a pessoa tem para ler e responder, resposta feita em vídeo.

Falhar em vender o seu peixe

A entrevista é uma via de mão dupla, os candidatos estão te entrevistando tanto quanto você está entrevistando eles. É muito comum que o recrutador acabe focando apenas no que ele está procurando saber sobre o candidato sem ter o momento o qual você deve falar da sua empresa e benefícios visando deixá-lo mais interessado ainda. Os melhores candidatos no mercado acabam participando de vários processos seletivos ao mesmo tempo e podem deixar o seu processo de lado ou rejeitar sua proposta de emprego se os recrutadores não deixarem claro as vantagens e o porquê de trabalhar na organização.

Durante o processo seletivo, entenda e compreenda as motivações de seus candidatos, as sua preferências e o que eles não apreciam no ambiente de trabalho. Use essas informações para deixar claro como a sua oportunidade seria a ideal para eles. Reveja essa informação durante seus processos, foque em manter seus candidatos engajados e os seus melhores candidatos interessados.  

Não checar as referências

Muitas empresas deixam de lado a verificação de referências e isso é um erro que pode levar a uma má contratação, já que mais da metade dos currículos possuem informações exageradas ou não verdadeiras. Pulando a fase de verificar as referências ou deixando de fazer as perguntas certas, você pode descobrir tarde demais que o candidato não estava sendo verdadeiro nas informações colocadas em seu currículo.

Durante as entrevistas, você pede ao candidato para falar de suas experiências passadas, o que é simples de verificar ao ter feito a checagem de referência anteriormente. Elabore perguntas que envolvam as referências passadas as quais os candidatos podem contar mais aprofundadamente sobre seus aprendizados até então e você pode verificar as respostas sobre o que ele disse o que fez mesmo.

 

 

A entrevista é uma maneira sólida de avaliar os candidatos tanto pelas competências e pelo seu fit cultural, mas isso não significa que seja a única estratégia que deveria ser incluída no processo de recrutamento e seleção. Você deve utilizar e testar diferentes técnicas e etapas para construir um processo seletivo mais eficiente e que funcione bem para a sua companhia.