Processo de recrutamento e seleção: 6 passos simples + dicas

Processo de recrutamento e seleção: 6 passos simples + dicas

O processo de recrutamento e seleção é sem sombra de dúvidas, o passo mais importante para a construção de um time eficiente dentro de toda empresa. Afinal, esse é o processo responsável pela atração dos candidatos e a escolha de quem são os profissionais ideais para trabalhar na organização de acordo com uma lista recheada de critérios.

Quer facilitar ainda mais o processo de recrutamento e seleção? Então, baixe a PLANILHA GRATUITA e realize a triagem de forma assertiva!

Cada vez mais os profissionais de RH ressaltam a necessidade de criar estratégias de recrutamento e seleção que sejam capazes transcender a simples triagem de currículos. Existem muitos fatores que constroem o candidato ideal e todos eles devem ser considerados para aprimorar o quadro de funcionários.

Por isso, se a sua empresa deseja melhorar a forma de selecionar e contratar novos colaboradores acompanhe o artigo para aprender e consequentemente incorporar técnicas inovadoras no seu fluxo de processos.

O que é um processo de recrutamento e seleção?

Na área de recursos humanos, o processo de recrutamento é a parte do processo que visa atrair candidatos para o preenchimento de vagas que estão em aberto em uma empresa. Seu principal objetivo é encontrar o maior número de pessoas qualificadas para ocupar um cargo, de modo a aumentar as chances de conseguir um funcionário que se encaixe na estrutura da empresa.

Já o processo de seleção é a segunda parte desse processo, que tem início quando há um certo número de candidatos previamente recrutados para a vaga e possui o objetivo de escolher quem ocupará o cargo em questão. Normalmente, essa escolha é feita através de uma ampla gama de processos e técnicas de recrutamento e seleção, que possuem o intuito de avaliar o candidato.

Jornada do candidato durante o processo de recrutamento e seleção

Assim como importa para empresa, a jornada do candidato durante o processo de recrutamento e seleção também tem grande importância. Sendo assim, é necessário mantê-lo engajado através dos seguinte passos. 

A jornada de um candidato durante o processo de recrutamento e seleção são:

  • Descoberta;
  • Desejo;
  • Candidatura;
  • Etapas de Seleção;
  • Contratação.

1. Descoberta

Trata-se do momento em que o candidato descobre  que há vaga(s) em aberto.. Para o indivíduo chegar a essa etapa, eles tem que ter um mínimo conhecimento da sua empresa e que vocês estão contratando.

Para isso, deve haver uma estratégia de Marketing de Recrutamento eficaz. Conte com as tecnologias certeiras, tais como ferramentas de sourcing, sistemas de rastreamento de candidatos e listas de booleanas eficazes e um forte employer branding para compartilhar vagas incentivar as indicações e mostrar como os colaboradores têm orgulho de vestir a camisa da sua empresa.

2. Desejo

Assim que o candidato descobrir que há vagas abertas na empresa, ele vai pensar se tem interesse em se candidatar ou não. Esse é o momento o qual ele vai pesquisar mais sobre a marca, olhar seu site, suas redes socais e página de carreiras.

O ideal é que você liste a razões de sua empresa ser uma ótima escolha e porque incentivar o desejo de querer trabalhar nela. Para isso, é interessante incluir depoimentos de atuais colaboradores através de vídeos, frases ou posts em blog.

3. Candidatura

Se o candidato chegou até essa etapa, ele realmente está interessado.Nesse momento, o ideal é que você a descrição da vaga tenha sido bem elaborada para que soe interessante e não “apenas mais uma vaga” igual a muitas outras.

As vagas com uma descrição mais clara e atraente são aquelas que com certeza vai chamar atenção de muitos e vai ter mais interessados nela, além da probabilidade de mais pessoas que se encaixarem com o perfil mandem o currículo do que pessoas que não se identificam.

4. Etapas de Seleção

A partir de agora, o candidato está dentro do sistema de recrutamento e seleção. É a hora de identificar quais são os candidatos que se encaixam melhor em sua empresa. Há softwares que conseguem fazer essa triagem para você e ranquear quais são os que mais tem a ver com a vaga e organização. Após essa triagem, começa as diferentes etapas que você decide que faz mais sentido para o seu procedimento.

5. Contratação

O candidato já passou por toda a jornada e está no final dela, mas para garantir que que haja alta qualidade de contratação, é necessário continuar esse relacionamento. O recomendado nesse momento é começar com o processo de Admissão Pessoal o mais rápido possível. Existem maneiras de agilizar a admissão com o meio de Admissão Pessoal Digital, a qual você consegue fazer todo esse processo online – até a assinatura digital da carta proposta.

Quais são as etapas de um processo de recrutamento e seleção?

Depois de conhecer a jornada do candidato, é hora de imergir nesse processo através da ótica da empresa. Um processo de seleção precisa ser algo bem estruturado, caso contrário as chances de falhas são grandes e isso pode ter um impacto negativo à saúde da empresa. Por isso é muito importante a definição de etapas distintas e esclarecidas sobre esse processo. 

1. Estruture um plano para cargos e salários

Antes de começar a trabalhar na vaga que vai ser ofertada, é importante que a empresa tenha um plano de cargos e salários bem definidos. Isso será um atrativo interessante para oferecer aos candidatos. Indo mais além, um plano de cargos e salários também beneficia a empresa, que garante a permanência do colaborador por mais tempo ao oferecer esse tipo de planejamento a médio e longo prazo.

2. Defina qual cargo precisa ser ocupado

Com o plano de cargos e salários bem estruturado, é hora de definir qual é o cargo que precisa ser ocupado? Quantas pessoas são necessárias? É um cargo de gerente, de analista ou de assistente? Quais são os requisitos básicos para preenchimento da vaga? 

O ideal nesse passo é conversar com o profissional responsável pelo setor e ouvir as demandas dele. Assim, isso aumenta as chances de definir o cargo corretamente!

3. Determine o perfil comportamental

No universo de recursos humanos a seguinte frase: “contrate caráter, treine habilidades” é amplamente conhecida e verdadeira. Isso por ser mais fácil ensinar processos técnicos do que moldar personalidade ou caráter nas pessoas.

Dessa forma, o recomendado é definir o perfil comportamental mais adequado para a vaga a ser ocupada. Contratar o perfil comportamental alinhado aos valores da empresa e às necessidades do cargo poupa tempo e dinheiro, tornando processo mais atrativo.

4. Planeje o processo de recrutamento e seleção

Nessa etapa, é importante responder perguntas como: qual o prazo para contratar o novo colaborador? Quais serão as datas e prazos para cada etapa do processo? Vou precisar acionar algum outro setor além do meu? Utilizarei algum software para auxiliar no processo de seleção? Em quais canais farei a divulgação da vaga?

Todas essas respostas devem constar em um documento que será o guia do processo de recrutamento e seleção.

5. Use uma estratégia de atração

O planejamento é fundamental para o processo de recrutamento. Não basta divulgar a vaga e chamar alguns candidatos para garantir a escolha do melhor profissional. Por isso, é preciso analisar as particularidades de cada candidato.. Isso significa entender quais são os requisitos no sentido de escolaridade, quais são as atribuições da área e os conhecimentos necessários para a execução das tarefas diárias.

Para isso, é possível conversar com o gestor da vaga e até mesmo os colaboradores da equipe. Com uma visão ampla dos processos da área, fica muito mais fácil identificar as qualidades necessárias nos candidatos pré-selecionados.

Depois disso, é possível desenvolver o anúncio da vaga de uma forma que destaque todos esses conhecimentos exigidos. A ideia aqui é atrair os candidatos certos para garantir a qualidade do processo, evitando que a equipe de recursos humanos perca tempo com profissionais que nãos e encaixam no perfil. 

Ao compartilhar  a vaga nos canais de divulgação, tenha a certeza de que o texto conta com informações importantes, como:

  • Escolaridade mínima;
  • Atribuições da vaga;
  • Cursos opcionais e obrigatórios;
  • Tempo de experiência exigido.
  • Cargo;
  • Empresa;
  • Carga horária;
  • Modo de contratação;
  • Principais atividades;
  • Requisitos;
  • Diferenciais;
  • Benefícios;
  • Informações sobre envio de currículos.

Algumas empresas optam por não divulgar o valor dos salários, mas isso varia de acordo com a política de cada empresa. O importante nessa etapa é deixar claro o tipo de profissional que está sendo procurado.

6. Faça a divulgação

Com as informações do anúncio prontas, é hora de alcançar o máximo de candidatos possíveis. Para isso, é possível usar os canais da própria empresa, como as redes sociais, ou canais como o LinkedIn Vagas, e até mesmo sites de vagas de emprego.

7. Filtragem de currículos

A filtragem de currículos é uma etapa importante e deve ser feita com atenção para não deixar escapar um bom candidato ou até mesmo convocar um que não se encaixa na vaga.Para isso é preciso analisar os requisitos anunciados e combinar com as habilidades dos candidatos citadas nos currículos. Depois da filtragem, é hora de chamar os candidatos para entrevista. 

8. Envolva o líder nas etapas do processo seletivo

O líder é o principal responsável pelo processo seletivo, já que ele será o profissional que trabalhará diretamente com o candidato escolhido. Por isso, é importante que ele faça parte de todas as etapas do recrutamento, mesmo antes que o processo seja iniciado de fato.

O líder vai fornecer uma visão geral das atribuições do departamento, explicar corretamente quais serão as atividades pelas quais o colaborador será responsável e até mesmo oferecer o perfil dos colaboradores que já atuam na área para facilitar o processo de integração.É essencial manter o líder ciente de tudo o que ocorre durante a seleção. 

Por fim, é imprescindível que o líder conheça os candidatos finais para que ele possa indicar o que mais se enquadra às suas necessidades. Talvez seja uma boa ideia justamente deixar que o gestor da vaga seja o responsável pela escolha definitiva, já que ele tem o conhecimento completo de qual o perfil necessário para integrar a sua equipe.

9. Entrevista

Os candidatos convocados para a entrevista passaram por filtros rigorosos até aqui.  Por isso, é importante ser cauteloso e fazer as perguntas certas.

Nesse momento é importante ter certeza que o candidato quer aquela vaga e pretende permanecer nela. Afinal, de nada adianta realizar um investimento em recrutamento e seleção e o candidato pedir demissão após um curto período.

Na entrevista é importante fazer perguntas da seguinte natureza:

  • O que você almeja para sua carreira?;
  • Onde você se vê daqui a dois anos?;
  • Qual seu propósito de vida?;
  • Você está realmente disposto a crescer junto com a empresa?.

Sinceridade e clareza são essenciais nessa etapa.

10. Feedback final com uma boa imagem

No momento do feedback final, lembre-se sempre de manter a boa imagem da empresa. Mesmo para os candidatos que não foram aprovados no processo de recrutamento e seleção, envie um feedback informando-os.

O contato que esses candidatos tiveram com a marca da empresa faz parte da imagem dela e deve ser mantida de forma positiva.

11. Onboarding na integração dos candidatos

É preciso ter em mente que um processo de recrutamento e seleção eficiente não termina no momento da contratação do candidato.

O departamento de gestão de pessoas e recursos humanos também é responsável por garantir que esse novo funcionário se sinta parte da empresa. Sendo assim, o onboarding deve ser feito logo nos primeiros dias de trabalho desse profissional. Suas técnicas consistem em alguns passo como:

  • Recolhimento de t dados necessários para que ele comece a exercer suas atividades dentro da lei, como RG, CPF, carteira de trabalho e etc;
  • Apresentação da empresa e todos os seus departamentos, destacando a missão, visão e valores para que o profissional conheça a ideologia da companhia;
  • Explicação da hierarquia da organização, permitindo que ele se enxergue dentro do quadro de colaboradores;
  • Realização de cursos e treinamentos essenciais para que ele exerça suas atividades;
  • Apresentação de resultados já alcançados pela empresa com o objetivo de instigar o sentimento de orgulho;
  • Dinâmicas e atividades que permitam que o colaborador conheça os seus colegas de trabalho e muito mais.

Mostrar preocupação à essas técnicas, causa o sentimento de pertencimento e aumenta as chances de que o candidato escolhido seja motivado a dar o seu melhor para alcançar os resultados desejados pela organização desde o início.

Conseguir enxergar tudo isso é fundamental para um processo de recrutamento e seleção de sucesso!

Que tal ter acesso a dados capazes de facilitar seu processo de recrutamento? Para isso, basta baixar nossa  planilha gratuita sobre o assunto clicando aqui.

Sobre o autor

JobConvo

A JobConvo foi desenvolvida para crescer com a sua empresa – fornecendo os recursos e a flexibilidade de que você precisa em cada estágio. Se a sua empresa possui 1 ou 10.000 funcionários, pode contar conosco. Atualmente nossas soluções abrangem plataforma de Gestão para Processos de Recrutamento e Seleção e admissão digital, onde você pode gerir todo o processo com um sistema com inteligência artificial.

Sobre a JobConvo

Plataforma Líder em Gestão para Processos de Recrutamento e Seleção

  • Crie requisições;
  • Personalize e automatize as etapas dos processos;
  • Compartilhe as vagas em diversos canais;
  • Aplique testes técnicos;
  • Faça o Fit Cultural e a tendência de comportamento dos candidatos;
  • Analise as vídeo entrevistas;
  • Compartilhe os finalistas com gestores;
  • Analise os relatórios;
  • Faça a admissão digital.

Saiba mais