Propaganda

Como manter o seu setor de RH protegido contra ataques cibernéticos

Como manter o seu setor de RH protegido contra ataques cibernéticos
Propaganda

O avanço da tecnologia permitiu que as empresas pudessem ter diversos recursos para lidar com as informações presentes dentro de um negócio, principalmente no setor de recursos humanos, que possui dados e documentos dos colaboradores. Contudo, isso também passou a exigir mais cuidados e atenção redobrada para evitar prejuízos, como os ataques cibernéticos. Por isso, atualmente, é fundamental saber como manter o seu setor de RH protegido.

É preciso utilizar ferramentas e aplicar políticas para manter a segurança da informação. Dessa forma, a empresa pode evitar que os dados fiquem vulneráveis e sofram invasões no sistema. 

Para descobrir quais estratégias podem ser utilizadas para manter o RH protegido e quais cuidados são necessários no setor, é só continuar acompanhando a leitura!

Qual a importância da segurança da informação no RH?

Antes de tudo, é importante saber que a segurança da informação é um conjunto de ações e práticas que visam a proteção de todas as informações de uma empresa. Ou seja, ela busca meios para que não haja acessos não autorizados ou o uso impróprio de dados. A InfoSec, como também é conhecida, possui 4 pilares: 

  • Confidencialidade, garantindo o acesso apenas daqueles que foram autorizados pelo próprio proprietário da informação, evitando ataque de hackers e golpistas;
  • Autenticidade, garantindo que a informação seja a passada pela fonte original e não sofra alterações em seu percurso, evitando assim as fraudes;
  • Disponibilidade, garantindo que a informação esteja sempre disponível aos que possuem acesso autorizado;
  • Integridade, garantindo que a informação se mantenha íntegra, ou seja, se mantendo com as características que foram estabelecidas inicialmente, mesmo que haja autorização para mudanças.

Basicamente, garantir a segurança da informação é atualmente um dos fatores cruciais para manter o bom funcionamento do RH. Há uma movimentação constante de dados no setor, que costumam ser sigilosos e precisam de proteção para não gerar futuros problemas. Os profissionais devem se atentar para que não ocorra vazamento de dados dos colaboradores e candidatos, pois são informações que possuem relação com o financeiro da organização, planejamentos, negociações, dentre outros processos importantes.

Além do mais, também houve o surgimento da LGPD, que explicaremos mais à frente sobre. Contudo, já temos uma dica valiosa para você: o ideal é que softwares e outras ferramentas que forneçam proteção sejam utilizados para garantir o máximo de segurança possível no setor. 

Como fica a segurança da informação com a Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD)?

Manter a segurança dos dados do RH sempre foi um cuidado necessário, pois as falhas em relação a eles podem trazer prejuízos para o negócio. No entanto, deixou de ser apenas uma opção nas empresas. Isso porque em 2018 foi sancionada a Lei Geral de Proteção de Dados (lei 13.709/2018). É uma solução que a legislação encontrou para  evitar os perigos gerados pelos avanços da tecnologia, protegendo os dados dos cidadãos brasileiros, sejam pessoas físicas ou jurídicas. 

A lei já está em vigor e as penalidades administrativas previstas serão aplicadas pela Autoridade Nacional de Proteção de Dados (ANPD) a partir de 1º de agosto de 2021. Os dados precisam ficar protegidos, só utilizados com uma finalidade específica e com o consentimento do indivíduo.

Para saber mais sobre essa lei e como tomar as medidas certas para não sofrer penalidades, você pode conferir nosso outro artigo!

A segurança da informação no trabalho remoto

Antes de te darmos dicas valiosas para manter o seu RH protegido, é importante lembrar sobre o novo cenário que o mercado corporativo está vivendo em consequência da Pandemia causada pelo Covid-19. A necessidade da quarentena fez com que diversas empresas precisassem adaptar suas rotinas ao modelo de trabalho remoto. Por isso, os gestores precisaram dar mais atenção à segurança da informação. 

Afinal, algumas práticas podem tornar os dados mais vulneráveis, como levar o computador do escritório para a casa ou até mesmo acessar o sistema utilizado no trabalho em casa. Se tornou essencial criar estratégias e políticas de segurança para manter o sigilo e a integridade dos dados.

O ideal é que algumas práticas e ações sejam realizadas, como a criação de novas diretrizes de segurança, não utilizar softwares que não foi a empresa que instalou, realizar sempre backup de informações, utilizar um bom antivírus, ter senhas fortes, não acessar links suspeitos, etc.

7 dicas para o setor de RH ficar protegido contra ataques cibernéticos

Veja agora as principais dicas para você manter o seu setor de RH protegido contra os ataques cibernéticos:

1. Tenha uma política de segurança

Seja na própria empresa ou no trabalho remoto, é importante estabelecer uma política de segurança, implementando boas práticas e diretrizes que irão orientar e conscientizar os colaboradores. Esse documento irá informar sobre como será a rotina de segurança, quais ações vão ser adotadas, como se comportar no ambiente virtual, dentre outras informações que irão prevenir a empresa contra os possíveis ataques e golpes cibernéticos.

2. Utilize apenas softwares e aplicativos instalados pelo TI da empresa

Seja no local de trabalho físico ou no computador levado para o home office, os colaboradores devem utilizar apenas softwares e aplicativos que foram instalados pelo TI da empresa. Isso irá evitar que programas que não sejam originais sejam instalados ou que os dados sejam inseridos em plataformas que não são confiáveis.

3. Use senhas fortes

É crucial que senhas fortes e mecanismos de autenticação sejam utilizados. Outra dica é também evitar salvar senhas para entrar automaticamente em sites e sistemas. Esses hábitos de proteção evitam o acesso de hackers nas contas da empresa e garantem uma maior segurança.

4. Faça atualizações constantes dos sistemas e softwares

A quarta dica é sempre instalar sistemas e softwares originais nos computadores. Após isso, mantenha-os sempre atualizados, pois os desenvolvedores lançam novas versões justamente para evitar riscos de vazamentos ou brechas para hackers invadirem. Lembre-se também de prestar atenção no momento da atualização, verificando se a fonte é confiável.

5. Faça backups regularmente

Realizar backups também é uma prática de segurança. Afinal, serão cópias de segurança dos documentos. Pense nos inúmeros problemas que a perda de dados no computador pode ocasionar para o RH. Os dados podem ser perdidos de diversas maneiras: alguma peça pode ser danificada, queda de energia que faz com que os registros sejam perdidos, ataque de algum vírus, etc.

Portanto, eles são uma estratégia que evitam esses imprevistos que podem vir a ocorrer. O ideal é que ele seja realizado regularmente, já estabelecendo os períodos em que ele será realizado. Outra dica é diversificar os locais de armazenamento, como pendrives, HD externos e nuvem.  A empresa pode investir em programas que fazem backup automaticamente, em horários fixos. Dessa forma, o processo pode ser feito de forma organizada e sistemática.

6. Utilize somente o necessário

Avalie sempre quais programas e aplicações estão sendo utilizados pela empresa. Todos eles são necessários? Há algum que está parado? Lembre que isso pode ser uma porta aberta para os ataques. Se não estão sendo utilizados, faça a exclusão e use apenas o essencial. Finalize as contas que não são mais utilizadas e retire os plug-ins e portas inativas que não são mais necessários.

7. Conte com uma boa solução de segurança

Por fim, a última dica é utilizar boas soluções de segurança, como antivírus eficientes. Eles servirão para verificar se os dispositivos estão contaminados e se os sistemas estão atualizados. Vale lembrar que eles também corrigem alguns problemas técnicos que costumam causar vulnerabilidade nos computadores. Busque sempre os que possuem tecnologia de ponta e possuam realmente um alto nível de segurança.

Na utilização de softwares e plataformas, busque sempre as mais seguras do mercado, ou seja, aquelas que têm um padrão elevado de proteção de dados. Com isso, você irá evitar possíveis dores de cabeça.

Agora você já tem dicas valiosas para estar protegido dos ataques cibernéticos e manter o RH e toda a sua empresa em segurança.

Entenda como a plataforma JobConvo garante a segurança da informação

A tecnologia sem dúvidas é uma ferramenta aliada para manter a integridade dos documentos no RH, armazená-los e compartilhá-los com segurança. Contar com softwares de gestão é fundamental para realizar as rotinas do setor. Mas lembre-se: é imprescindível que sejam plataformas que estejam em conformidade com a LGPD e garantam o máximo de proteção possível.

Por exemplo, a plataforma JobConvo valida todos os arquivos enviados pelos candidatos e colaboradores com um bom antivírus, seja o currículo, planilhas, fotos, dentre outros documentos. Além disso, realizamos numa base periódica, entre 6 meses e 1 ano, testes de força bruta, sequestro de usuários, autenticação, dentre outras práticas de segurança que fazem o nosso software ser o mais seguro do mercado.

Vale lembrar também que todos os processos realizados por nossos clientes e candidatos são regidos conforme as leis de proteção de dados, tanto a brasileira quanto a internacional, a GDPR. 

Gostou deste artigo? Se você deseja ter mais segurança em seu RH e ficar protegido contra os ataques cibernéticos, você pode solicitar uma demonstração GRATUITA do software JobConvo e experimentar na prática todos os benefícios aqui citados.

Propaganda

Sobre o autor

JobConvo

A JobConvo foi desenvolvida para crescer com a sua empresa – fornecendo os recursos e a flexibilidade de que você precisa em cada estágio. Se a sua empresa possui 1 ou 10.000 funcionários, pode contar conosco. Atualmente nossas soluções abrangem plataforma de Gestão para Processos de Recrutamento e Seleção e admissão digital, onde você pode gerir todo o processo com um sistema com inteligência artificial.

Idiomas

Sobre a JobConvo

Plataforma Líder em Gestão para Processos de Recrutamento e Seleção

  • Crie requisições;
  • Personalize e automatize as etapas dos processos;
  • Compartilhe as vagas em diversos canais;
  • Aplique testes técnicos;
  • Faça o Fit Cultural e a tendência de comportamento dos candidatos;
  • Analise as vídeo entrevistas;
  • Compartilhe os finalistas com gestores;
  • Analise os relatórios;
  • Faça a admissão digital.

Saiba mais