Recrutamento interno: Conheça as vantagens e saiba como executá-lo

5 (100%) 1 vote

Muitos confundem a promoção com o processo de recrutamento interno. Mas, diferentemente de quando um colaborador é promovido, no recrutamento interno acontece um processo seletivo no qual os candidatos são os próprios colaboradores da empresa.

A apresentação do colaborador para o processo deve ser realizada por seu superior direto, isso facilita e garante certo respaldo. A queda de rendimento ou desmotivação dos funcionários é um dos pontos de alerta para esse tipo de processo. Nos últimos anos as empresas passaram a aderi-lo, porém, há muita resistência no meio empresarial quanto a isso, pois muitos acreditam que esse tipo de recrutamento pode causar desmotivação.

O que é recrutamento interno?

O recrutamento é um procedimento com diversas etapas, cuja finalidade é encontrar profissionais para ocuparem cargos na empresa. Há três tipos de recrutamento: externo, que acontece quando a busca por profissionais têm como fonte o mercado; interno que ocorre quando a busca se restringe aos profissionais da própria empresa; misto que é o processo que abrange ambos os grupos.

O processo de recrutamento interno acontece quando a vaga é preenchida por um atual funcionário da companhia, que ocupava uma posição em outra área ou divisão da organização.

Recrutamento interno X Recrutamento externo

Processos distintos e cheios de particularidade, o recrutamento interno e externo acontecem de formas diferentes.

1- Diferença entre recrutamento interno e recrutamento externo

O Recrutamento interno é o aproveitamento do capital humano já existente na empresa, serve como um grande fator de retenção e motivação. Desse modo, quando o processo seletivo é aberto internamente a empresa checa se têm algum colaborador em potencial para a oportunidade. Já o recrutamento externo é realizado por meio de um processo seletivo aberto externamente e, exige a abertura de vaga e realização do processo completo de recrutamento e seleção.

2- Recrutamento interno: vantagens e desvantagens

Recrutamento interno – Vantagens

  • O colaborador está mais integrado na empresa;
  • Menos tempo aplicado no processo de seleção;
  • Motiva e encoraja o colaborador em seu desenvolvimento profissional;
  • Não requer socialização organizacional de novos membros;
  • Conhece mais da cultura da empresa.

Recrutamento interno – Desvantagens

  • A expectativa gerada no colaborador;
  • Gestores ressentidos pela perda de um bom funcionário;
  • Falta de inovações, ideias novas na equipe e criatividade;
  • Falta de inovações, ideias novas na equipe e criatividade;
  • Aumenta o conservadorismo.


3- Recrutamento externo: vantagens e desvantagens

Recrutamento externo – Vantagens

  • “Sangue novo” na organização;
  • Aumenta o capital intelectual com experiências além da rotina atual;
  • Incentiva a interação da organização com o mercado de trabalho;
  • Diferentes abordagens de problemas internos e de práticas no geral.

Recrutamento externo – Desvantagens

  • Mais “trabalhoso” para o RH;
  • Pode reduzir a fidelidade dos funcionários por acharem que poderiam ocupar a vaga;
  • Pode interferir na motivação dos internos;

 

 

Como realizar um recrutamento interno?

Recrutamento interno, como fazer? Essa é uma das questões mais presentes dentro da organizações que querem implementar esse programa. Exemplo de recrutamento interno, o que falar em um recrutamento interno, programa de recrutamento interno, são diversa as dúvidas em relação a isso.

1- Recrutamento interno: Programa

Para o programa de recrutamento interno é preciso:

  • Divulgação da vaga por meio de murais, intranet e/ou outros meios utilizados pela empresa;
  • Inscrição dos candidatos interessados e entrega de formulários de preenchimento;
  • Prova técnica e/ou estudo de casos;
  • Dinâmica de grupo (se houver muitos participantes);
  • Entrevista com RH e, por final, com gestor da área requisitante;
  • Feedback do processo para os candidatos.

2- Recrutamento interno: procedimentos

Veja alguns procedimento, ou tipos de recrutamento interno:

  • Recrutamento informal: busca dentro de um departamento ou setor;
  • Abertura de vaga: comunicação a todos os setores;
  • Reenquadramento: promoção de profissionais que façam parte da carreira;

3- Recrutamento interno: critérios

O recrutamento interno deve sempre aplicar critérios objetivos de seleção e tratar os colaboradores com o máximo de igualdade. Alguns critérios que devem ser considerados:

  • Produtividade;
  • Qualificações;
  • Estratégias empresariais;
  • Perfil comportamental.

4- Recrutamento interno: Dicas de execução

Para o recrutamento interno é preciso ter critérios bem definidos. Conhecer o candidato é primordial para esse tipo de seleção, pois é a partir do comportamento e produtividade dele que será possível realizar a seleção. Para que não haja nenhum tipo de injustiça no momento da escolha é preciso que a avaliação siga etapas, onde cada candidato tenha a mesma oportunidade e não tenha desigualdade. Veja algumas dicas de recrutamento interno:

  • Conheça bem o candidato;
  • Opte por pessoas com experiência;
  • Atualize as informações dos funcionários periodicamente;
  • Realize os testes necessários;
  • Invista em uma plataforma para otimizar o processo de recrutamento.

O recrutamento interno é extremamente positivo para as organizações, além de motivar os funcionários, causa uma competitividade saudável, levando estímulo para o ambiente organizacional.

Antes de implementar o processo de recrutamento interno em sua empresa, siga nossas instruções. É preciso estruturá-lo bem antes de executá-lo para que ele possa servir como um motivador dos colaboradores.