7 técnicas de recrutamento e seleção

5 (100%) 1 vote

Se você é um profissional de recrutamento e seleção, você provavelmente já se deparou com diversas dicas e técnicas para aprimorar o processo de escolha do candidato ideal para uma vaga. Cada vez mais o mercado desenvolve novas formas de atrair grandes profissionais para a sua empresa e considerar diferentes estratégias é essencial para assegurar a escolha certa.

Afinal, todas as empresas dependem do recrutamento para construir um time eficiente, que se encaixa no perfil da organização, se identifica com os seus valores e tem facilidade de integração com os funcionários que já atuam na área.

Como você bem sabe, por mais que a experiência prévia e os conhecimentos técnicos sejam uma parte importante desse processo, existem diversos outros fatores que influenciam na decisão de qual é o melhor profissional para uma vaga específica.

É justamente por esse motivo que é tão importante conhecer modalidades diferentes de recrutamento e seleção: dessa forma, você consegue realizar uma análise qualitativa dos profissionais interessados e contribuir para a formação de um time vencedor na empresa onde trabalha!

Por isso, não deixe de acompanhar o artigo até o final para conhecer as melhores práticas relacionadas ao processo seletivo para que você possa incorporá-las ao seu cotidiano.

Confira abaixo 7 técnicas de recrutamento e seleção:

Seleção interna

Você sabia que em alguns casos o profissional ideal para uma vaga já atua na empresa?

É pensando nisso que muitas organizações investem na seleção interna. Esse processo funciona da seguinte forma: os candidatos são buscados dentro do próprio quadro de funcionários. Além de incentivar a gestão do conhecimento (ou seja, oferecer aos colaboradores uma visão ampla de diferentes processos do negócio), o recrutamento interno garante que nenhum talento será desperdiçado.

Para isso, a vaga é anunciada dentro dos canais de divulgação da empresa, como a intranet, quadros de avisos, boletins internos, e-mail marketing ou jornais corporativos. Os profissionais interessados entram em contato com o departamento de RH (Recursos Humanos) e você começa a analisar a viabilidade da mudança de área.

Isso é muito comum para troca de funções de departamentos semelhantes, como é o caso do compliance e segurança da informação, desenvolvimento de mercado e estratégia, finanças e contabilidade, etc. Como são áreas com funções semelhantes, fica mais fácil realocar o colaborador.

Uma grande vantagem desse modelo é a motivação dos funcionários, já que eles se sentem no controle do desenvolvimento de suas próprias carreiras e têm a oportunidade de aprimorar o conhecimento, adquirindo novas habilidades e competências dentro do mercado.

Arquivos de currículos

Manter um histórico de todos os candidatos que já participaram de um processo seletivo também é uma ótima forma de melhorar o processo de recrutamento e seleção.

Afinal, como já mencionamos acima, existem diversos fatores que tornam um candidato perfeito para vagas específicas. Por mais que um determinado profissional tenha o conhecimento mínimo exigido para trabalhar na empresa, nem sempre ele é a melhor escolha para a vaga.

Ao registrar o histórico de todos os processos você mantém uma base de dados de profissionais competentes e pode economizar muito tempo ao buscar novos candidatos no mercado. Aqueles que mais se destacaram no processo seletivo, mas infelizmente não foram escolhidos, têm uma nova oportunidade de integrar o time.

Por isso, é sempre bom avisar os participantes dos processos de que eles continuarão no seu radar e podem ser convidados para outros processos que se encaixem melhor no seu perfil.

Existem diversos softwares disponíveis no mercado que ajudam você a manter esse histórico registrado. Por meio das plataformas, é possível armazenar resultados de testes, formas de contato e as suas próprias anotações sobre um determinado profissional, otimizando o tempo de processos futuros.

Então, não deixe de acompanhar as tendências do mercado para conhecer os softwares que se adequam às suas necessidades e podem melhorar o seu trabalho!

Contato com universidades

Manter uma parceria com universidades é uma ótima forma de encontrar novos talentos. Oferecer um programa de estágio dentro da empresa traz diversos benefícios, como por exemplo:

– A possibilidade de contribuir para o desenvolvimento de carreira de um estudante;

– A chance de que os estagiários tragam novos conhecimentos de mercado, já que eles têm uma visão “de fora” do negócio e podem contribuir com ideias inovadoras;

– O treinamento de um profissional que pode se identificar com todos os valores da empresa e, futuramente, ser contratado como um colaborador efetivado que contribuirá muito para alcançar as metas da organização.

As universidades geralmente buscam essa parceria justamente para incentivar a profissionalização de seus alunos. Por meio de seus canais de comunicação internos, as vagas são divulgadas para os estudantes matriculados em cursos que têm a ver com a área de atuação da empresa e podem se candidatar às vagas.

E o melhor de tudo é que firmar a parceria é muito fácil: basta entrar em contato com as universidades em que você tem interesse para que possam começar a trabalhar juntos. Que tal investir nisso ainda hoje?

Contato com sindicatos

Assim como as universidades, os sindicatos também são ótimas fontes de candidatos. Essas instituições são responsáveis por mediar os processos entre empresas e colaboradores, visando melhores condições de trabalho e lutando por direitos de cada classe de trabalhadores.

Os profissionais sindicalizados geralmente recebem boletins internos da instituição, por isso a sua vaga pode ser destacada entre novas oportunidades de emprego.

Além de conseguir uma nova gama de possíveis candidatos para integrar o quadro de colaboradores, o contato com os sindicatos também fortalece a reputação positiva da empresa e mostra que vocês estão preocupados com as condições de trabalho dos funcionários.

A maioria dos departamentos de recrutamento e seleção já aposta no contato com os sindicatos para o repasse da contribuição sindical e para acompanhar os desejos dos colaboradores, então para que a instituição se torne parte do recrutamento basta entrar em contato com os responsáveis para firmar a parceria e começar a divulgar as vagas em aberto.

Fácil, não é mesmo?

Headhunters e agências de recrutamento

A terceirização do processo seletivo também é uma prática bastante comum no mercado. Para isso, são contratadas agências de recrutamento e headhunters especializados na atração de candidatos competentes e eficientes.

Tenha em mente que essas agências são responsáveis somente por uma parte do processo, então a decisão final de qual o profissional adequado cabe a você e aos gestores da vaga.

Geralmente, a agência fica responsável pelo primeiro contato com candidatos do mercado. Como essas empresas possuem uma grande base de currículos cadastrados e também estão presentes em plataformas de busca por emprego (como a Catho, InfoJobs, 99Jobs e etc), a chance de que você consiga um grande número de interessados aumenta.

É realizada uma triagem inicial de currículos para identificar novos talentos, geralmente convidando esses profissionais para uma dinâmica de grupo presencial. Já nessa etapa, são recolhidos dados como histórico profissional, telefone e e-mail para contato, nível de escolaridade, conhecimentos técnicos e mais.

Podem, inclusive, ser realizados testes de personalidade, fluência em idiomas necessários para atuação na empresa e conhecimentos gerais para melhorar a análise qualitativa dos candidatos.

Por último, os headhunters e agências de recrutamento entram em contato com o seu departamento para indicar os profissionais que mais se encaixam no perfil. A sua empresa fica responsável por dar continuidade ao processo seletivo, agendando entrevistas de emprego para que o candidato conheça o RH e o gestor da vaga.

Essa prática é uma boa ideia para empresas que contam com diversos processos seletivos simultâneos, já que ela otimiza o fluxo de trabalho e otimiza o seu tempo.

Indicação de um funcionário

Os colaboradores que já atuam na empresa têm uma visão muito boa de o que é preciso para integrar o quadro de colaboradores. Eles conhecem os processos internos, sabem onde a empresa se encaixa no mercado de trabalho e quais são os valores da organização.

Com todas essas informações, eles podem ajudar o processo seletivo ao indicar um funcionário que se enquadre nos requisitos da vaga!

A maioria dos profissionais sabe a importância do networking para o desenvolvimento de carreira, portanto os seus colaboradores podem conhecer profissionais especializados na área de atuação da organização que se encaixem em uma vaga em aberto.

É importante poder contar com um relacionamento transparente entre o departamento de gestão de pessoas e os funcionários, desenvolvendo canais de comunicação ágeis e eficientes para que a indicação seja realizada.

A intranet e os boletins internos são os melhores veículos para divulgação das vagas em aberto. Os interessados em indicar um colega de trabalho podem enviar um e-mail para o seu departamento e até mesmo já solicitar o currículo do indicado, facilitando o processo seletivo.

A divulgação das vagas também pode ser feita na seção de “Trabalhe Conosco” do site da organização. Com essa exposição externa, amigos e colegas de trabalho dos colaboradores podem entrar em contato com eles para solicitar a indicação e aumentar as chances de serem convidados para integrar o processo seletivo.

Utilização das redes sociais

Por último, não podemos deixar de citas as redes sociais como ferramentas eficientes para atração de candidatos. O Facebook, Twitter e Instagram são plataformas que contam com uma base enorme de usuários que cresce cada vez mais.

Pesquisas realizadas pelo Facebook apontam que cerca de 63% da população brasileira é ativa diariamente nessas mídias digitais.

Os usuários que seguem a página da sua empresa provavelmente já têm interesse pelos seus produtos e serviços prestados, ou seja, já conhecem o seu trabalho e podem sentir vontade de trabalhar na organização.

Divulgar as vagas em aberto nas redes sociais oferece a oportunidade de que esses interessados entrem em contato com você. O alcance obtido por meio das publicações aprimora a qualidade dos candidatos, já que você terá uma gama enorme de profissionais para preencher a vaga.

Agora, é preciso também ressaltar a importância do LinkedIn para o recrutamento e seleção. Essa é uma rede social utilizada puramente para fins corporativos, estabelecendo uma rede de contatos entre a empresa e os milhares de profissionais que atuam na área.

Além de ajudar a construir a reputação positiva da organização por meio da publicação de artigos e compartilhamento de metas alcançadas, você também pode utilizá-la para divulgar vagas e atrair novos candidatos.

O LinkedIn permite que os candidatos enviem o currículo por meio da própria plataforma, oferecendo uma visão sistêmica de todos os profissionais que se interessaram pela vaga.

Como a rede social também funciona como um currículo digital, você pode verificar o histórico profissional, as recomendações deixadas por gestores anteriores e os principais projetos realizados na vida profissional de cada candidato.

E, se você não está familiarizado com o funcionamento da plataforma, a própria rede social oferece manuais de utilização para que você entenda as funcionalidades da ferramenta e consiga acompanhar todas as atualizações disponibilizadas para uso das empresas.

Investir na manutenção de uma página corporativa no LinkedIn otimiza o seu tempo e ajuda a criar uma rede de contatos que pode servir como base para qualquer processo seletivo realizado pela empresa.

Essas técnicas de recrutamento e seleção são fáceis de serem aplicadas no cotidiano do RH e ajudam a elevar o nível de profissionais contratados. Como o processo seletivo é o primeiro passo para a contratação de um trabalhador que se adequa ao perfil da empresa, aprimorar as práticas deve ser uma necessidade contínua de gestão de pessoas.

Então que tal investir na adaptação dessas técnicas para a realidade da empresa ainda hoje? Tenha certeza de que a evolução do processo seletivo só trará benefícios para a sua área, os demais departamentos da empresa e o mercado de trabalho como um todo.

Não deixe de conferir nossos outros artigos para descobrir novas dicas de recrutamento e seleção, entender melhor os processos internos das empresas, acompanhar cases de sucesso da área e garantir as melhores práticas de contratação de funcionários para a sua organização!

Aproveite também para compartilhar o conteúdo em todas as suas páginas nas redes sociais e sugerir temas para as próximas semanas com um comentário no espaço abaixo.

Agora que chegou ao fim do nosso guia, siga também para ler outros artigos deste assunto:

Recrutamento Externo: O que é e como começar 

Indicadores de recrutamento e seleção

Qual é a diferença entre recrutamento e seleção de pessoas ? 

Recrutamento e Seleção: O que é, etapas, estratégias e técnicas

Tipos de recrutamento e seleção: quais são e como funcionam? 

Conheça nosso Software para Recrutamento e Seleção com Inteligência Artificial

Saiba mais