O que é Turnover e quais são os seus impactos na empresa? Entenda!

5 (100%) 1 vote

Não apenas turnover nas empresas, há turnover na medicina, educação e em tantas outras áreas. Mas, o que é turnover? Essa palavra tão pequena causa diversos danos para as organizações. São dezenas, centenas ou até mesmo milhares de pessoas que deixam as empresas todos os anos.

A rotatividade de pessoas acaba causando danos que podem ser irreparáveis. Por isso, é tão importante que as empresas busquem controlá-la. O turnover tem um cálculo, uma fórmula, e pode ser controlado. Por isso, as empresas precisam se adaptar e moldar suas ações para conseguir reter os colaboradores.

Turnover na gestão de pessoas, turnover de contratação, turnover no financeiro, esse problema pode atingir todas as áreas. Então, é preciso compreender exatamente quais são as suas causas, para buscar soluções eficazes.

Turnover: o que é?

A alta rotatividade de funcionários em uma empresa, ou seja, a admissão e demissão sucessiva, é chamada de turnover. São diversos os motivos que levam ao aumento desta taxa, mas a baixa remuneração e as más condições de trabalho dos profissionais, são as mais evidentes.

Outros motivos como a Insatisfação com o trabalho, problemas na gestão de pessoas, clima organizacional ruim, inadequação ao perfil da vaga e a pouca experiência também levam ao aumento desse índice. O Turnover pode ser:

  • Turnover Voluntário: o colaborador voluntariamente pede o desligamento da empresa;
  • Turnover Involuntário: a rotatividade é demandada pela própria empresa;
  • Turnover Funcional: considerado benéfico para a empresa;
  • Turnover Disfuncional: turnover funcional é visto como um movimento positivo, mas o disfuncional é o oposto.

O Turnover não é apenas negativo, ele pode ser benéfico para a empresa, mas é preciso identificar as suas causas para entender o seu impacto.

Quais são as causas do turnover?

São diversos os motivos que levam a rotatividade de pessoas nas organizações. A baixa remuneração detém 33% de impacto na decisão dos colaboradores, mas a desmotivação não fica atrás, causando 30% das decisões. Com isso, percebemos que as condições de trabalho acabam impactando diretamente na decisão do colaborador. Ou seja, parte da taxa de turnover ainda está nas mãos da organização e apenas ela pode mudar isso.

Mas não apenas causas internas e controláveis, essa rotatividade pode ter impactos incontroláveis também. Veja

Causas controláveis

Algumas causas da rotatividade de pessoal estão no controle da empresa e, focar nelas é fundamental para diminuir o turnover. Os principais motivos controláveis são:

  • Baixa remuneração;
  • Condições de trabalho ruins;
  • Treinamento desqualificado;
  • Planejamento e controle inadequados;
  • Problemas de relacionamento interno;
  • Incompetência dos gestores;
  • Falta de valorização pessoal.

O controle desses fatores pode ajudar a empresa a minimizar essas causas e reverter os impactos negativos.

Causas semi-incontroláveis ou incontroláveis

A postura e o perfil dos funcionários motivam as causas semi-incontroláveis, como: o baixo rendimento do colaborador, os hábitos e insatisfações pessoais. Com isso, a empresa acaba sofrendo com a perda de conhecimentos e experiência de quem deixa a organização e com a deterioração do clima organizacional.

Em contrapartida, as causas incontroláveis são representadas por fatores que não são influenciados por nenhuma das partes, como mortes e doenças dentro do quadro geral de colaboradores

Causas externas

As causas externas acabam sendo controláveis e incontroláveis para a empresa, pois elas ocorrem independentemente da vontade dos gestores, mas são motivadas pelas condições internas. Pode parecer controverso, mas nesse caso, na maioria das vezes, a empresa perde o colaborador para um concorrente que apresenta melhores condições de trabalho. Com isso, as principais causas são:

  • Oferta e demanda de profissionais no mercado;
  • Oportunidades de emprego em geral;
  • Perda de talentos para a concorrência;
  • Oferta de condições melhores de trabalho e remuneração superior.

Por isso, se atentar ao grupo de colaboradores e analisar o absenteísmo, ajuda a medir a satisfação do colaborador e, pode evitar o turnover.

Turnover e absenteísmo: impactos na empresa

O absenteísmo nada mais é do que as ausências do colaborador no processo de trabalho, dever ou obrigação. Ele pode ser causado por falta ou atraso, falta de motivação ou devido a algum motivo interveniente. Ou seja, é um dos motivadores do turnover. Pois, a rotatividade de pessoas é impactada não apenas pelos funcionários que pedem demissão, mas também por aqueles que são demitidos.

O turnover e o absenteísmo impactam negativamente a organização, pois causam danos financeiros e estruturais, além de impactar na produtividade e entrega de resultado.

Como reduzir o turnover na empresa?

Sabendo da causa e motivação da rotatividade excessiva de pessoas, é preciso começar a desenvolver estratégias para redução. Existem várias formas eficazes para a redução do turnover, as principais são:

 

  • Aprimoramento do processo seletivo: quanto mais criterioso for o processo seletivo da empresa, maior a chance de contratar funcionários qualificados. A automatização do recrutamento e seleção pode ajudar na assertividade;
  • Desenvolvimento de um plano de carreira: considerando os interesses da empresa e os objetivos profissionais do funcionário;
  • Investimento no treinamento dos seus funcionários: investir em capacitação, tanto técnica quanto comportamental;
  • Criar uma cultura de feedback: implantar e incentivar a cultura do feedback;
  • Oferecer benefícios: para fortalecer a relação entre funcionário e organização.

 

Invista na empresa e nos colaboradores e acabe com o turnover! Nós da JobConvo preparamos uma planilha que vai te ajudar na hora de calcular a taxa de turnover da empresa, faça o download da nossa Planilha de Taxa de Turnover